EM MEIO à CRISE DUPLA DE CUIABá INVESTE EM FESTIVAIS DE MúSICA
29.03.2017

O Brasil está passando por uma crise que está assombrando toda a população. Alguns economista do país dizem que é o momento é ideal para se arriscar nos negócios e usar a criatividade para fidelizar clientes. Uma dupla de Cuiabá, está seguindo essa dica dos especialistas e investindo em uma área que nunca deixa de ter movimento, a do entretenimento.

Os sócios Wambaster Martins e Cesar Flashback, são donos da produtora da músical, “AC Music Entertainment”, e estão investindo na realização de festivais de músicas para a população cuiabana.

Essa iniciativa segundo Wambaster, foi após perceberem que quando se tratava de realizações de festivais com diferentes segmentos musicais, o número de público era superior do que quando se tratava de shows com um único artista e estilo musical.

“Percebemos em Cuiabá, que os festivais de música tem tido uma grande aceitação, porém, é preciso ter talento pra identificar quais artistas do ‘momento’ devem ser contratados”, afirma Wambaster.

A carreira de Cesar no ramo musical é extensa. Ele começou a trabalhar quando tinha apenas 14 anos. Nos anos 80, trouxe para a capital, os Paralamas do Sucesso e 14bis, bandas de sucesso na época. 

A dupla começou a trabalhar em 2010. Na época, Martins tinha 18 anos e prestava serviço como comissário. Ele vendia ingressos e também fazia panfletagem, dessa forma conseguia a sua entrada nos eventos.

Martins começou a produzir algumas festas de faculdade e isso começou a render sucesso ao jovem. No ano 2014 a sociedade se oficializou e nasceu, “AC Music Entertainment”. 

E com toda essa bagagem profissional, a dupla realizará festivais com Zezé di Camargo e Luciano e Loubet no município de Tangará da Serra (186,06 km de Cuiabá). Cabaré Night Club: Leonardo e Eduardo Costa na Capital. E Music Festival: Ivete Sangalo, Henrique e Diego, Bruninho e Davi, Dennis e Make U, em Cuiabá.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade