PREFEITURA NOTIFICA óRGãOS PúBLICOS QUE DESPEJAM ESGOTO EM LAGOA
30.03.2017

A Prefeitura de Cuiabá vai notificar, até sexta-feira (31), pelo menos 16 órgãos públicos que seriam responsáveis por despejar esgoto na Lagoa Paiaguás, no Parque das Águas.

 

De acordo com a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, a ação é resultado da força-tarefa iniciada em fevereiro, que examinou pontos específicos de coleta de esgoto que saem dos prédios das secretarias estaduais, no Centro Político Administrativo.

 

“Basicamente são secretarias de Estado, o Incra, o Iomat, enfim, aqueles prédios que estão no entorno do Palácio Paiaguás. Nós estamos tentando um entendimento para que esses órgãos deem um destino adequado a esse esgoto”, disse o secretário José Roberto Stopa.

 

No Parque das Águas, há quatro emissários que despejam esgoto na Lagoa Paiaguás. Na época em que a “caçada” foi determinada, a Prefeitura havia conseguido identificar a origem de apenas três destes emissários, que já estão despoluídos.

 

“É apenas um procedimento administrativo num primeiro momento, porque nós acreditamos que a situação será resolvida o mais breve possível”, afirmou Stopa.

 

“Nós entramos agora em uma segunda fase da força-tarefa. Obviamente que, se não houver um bom senso, nós vamos ter que tomar outras providências, porque o Parque é de toda a população e não tem sentido as pessoas visitarem o local e conviverem com aquele mau cheiro”, completou.

O Parque é de toda a população e não tem sentido as pessoas visitarem o local e conviverem com aquele mau cheiro

 

Segundo o gerente comercial da CAB, Cley Roberto, responsável por coordenar a força-tarefa, em 2008 – quando o serviço de água e esgoto ainda era responsabilidade da Prefeitura -, a Sanecap realizou a construção de toda a rede coletora do Centro Político.

 

No entanto, ao longo dos anos, o Governo do Estado teria realizado obras nos prédios das secretarias sem o devido cuidado na hora de interligar os sistemas de coleta de água e de dejetos.

 

Para Cley Roberto, além de estrutural, este trabalho, que envolveu as secretarias de Serviços Urbanos, de Ordem Pública, de Mobilidade Urbana e de Meio Ambiente, precisa tratar também questões educativas.

 

“Hoje, a cultura ainda é de interligar o esgoto nas redes de drenagem e galerias pluviais, o que causa transtorno pra todo mundo. Esse trabalho requer bom senso”.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade