LíDER DEFENDE INTERFERêNCIA DO GOVERNO EM DISPUTA ENTRE DEPUTADOS
30.03.2017

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual Dilmar Dal’Bosco (DEM) deve pedir que o Governo do Estado interfira no processo de escolha de quem vai ocupar a vaga do ex-conselheiro do Tribunal de Contas, Humberto Bosaipo. 

Isto porque, os parlamentares da base de sustentação estão com receio de que a indicação cause um racha no grupo, tendo em vista que dois integrantes disputam a vaga. 

A indicação ao cargo de conselheiro da Corte de Contas pode gerar conflito entre dois partidos da base. Trata-se do PSDB, do governador Pedro Taques, e o PSD, do vice-governador Carlos Fávaro. 

Ambos possuem representante na disputa, os deputados Guilherme Maluf e José Domingos Fraga, respectivamente. A princípio, o social democrata conta com apoio da maioria dos parlamentares, uma vez que vem trabalhando nesta indicação desde o final de 2015, quando a vaga foi declarada vaga. 

Maluf, por sua vez, externou o seu interesse em ocupar a vaga apenas no início deste ano, quando deixou a presidência do Parlamento Estadual. 

Diante disso, Dilmar defende que o grupo chegue a um consenso em torno de um nome para evitar desgastes. “Não podemos ter essa divisão. Eu acredito no consenso. São dois deputados amigos, são dois deputados da base aliada. Não podemos deixar isso chegar a uma discussão dentro da Casa. Não podemos deixar que seja dividido, até porque isso pode sim atrapalhar em algum momento a gente dentro do Parlamento”, pontuou. 

Desta forma, o democrata sugere que a Casa Civil realize uma reunião com as lideranças partidárias para debater o tema. “Temos que chamar os partidos aliados ao governo e ver qual que é o encaminhamento, chegar a um consenso de qual é o nome ideal para o Tribunal”, sugeriu. 

Vale lembrar que o processo de sucessão de Bosaipo ainda está travado pela Justiça. A expectativa é que o Supremo Tribunal Federal (STF) autorize a indicação ainda neste primeiro semestre. 

Para tanto, a Assembleia Legislativa aprovou um projeto de lei que revoga a emenda nº 61/2011, o qual trata sobre a vacância do cargo de conselheiros da Corte de Contas. 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade