SERVIDORES COBRAM INSTALAçãO DAS CPIS DO MT PREV E DO "MENSALINHO" NA AL
04.04.2017

O Fórum Sindical – entidade que reúne as distintas classes dos servidores públicos estaduais de Mato Grosso -, convocou uma coletiva de imprensa no hall de entrada da Assembleia Legislativa do Estado (AL-MT), em Cuiabá, para as 15h30 desta terça-feira (4). A organização pretende discutir, além de questões relacionadas aos projetos de interesse dos servidores, a criação de duas CPIs no poder legislativo.

As comissões a serem propostas pelo Fórum Sindical são referentes ao MT Prev – a autarquia que gerencia a aposentadoria dos servidores públicos estaduais -, além do “Mensalinho na AL”, que é o suposto esquema de pagamento de “mesada” aos deputados estaduais.

Em conversa com o FOLHAMAX, o presidente do Sindicato dos Servidores da Saúde e Meio Ambiente de Mato Grosso (Sisma-MT), Oscarlino Alves afirmou que o diálogo com o poder executivo estadual não apresentou “nenhum avanço”. O fórum cobra esclarecimentos sobre o projeto do “teto de gastos”, que impactará no funcionalismo.

Os servidores pedem que os projetos polêmicos da administração Pedro Taques (PSDB) sejam realizados com “transparência”, indicando no orçamento e nas finanças públicas as justificativas para as ações. De acordo com Oscarlino, porém, o poder executivo está se furtando ao diálogo.

“Não houve nenhum avanço no diálogo com os servidores. O poder executivo cancelou pela segunda vez uma audiência de conciliação no Tribunal de Justiça de Mato Grosso. Oficialmente, não nos apresentaram nenhuma justificativa”, disse ele.

A primeira audiência cancelada estava agendada na Central de Conciliação e Medição do TJ-MT estava marcada para o dia 9 de março, mas o poder executivo pediu o adiamento do encontro. A reunião foi marcada novamente para esta terça-feira (4), porém, o governo já adiantou que não participará do encontro.

Segundo Oscarlino, estarão presentes na coletiva de imprensa a coordenação do Fórum Sindical, composta por ele, que representa o Sisma-MT, além da presidente do Sindicato dos Conciliadores de Defesa do Consumidor (Sindicon-MT), Cristiane Vaz, e o presidente do Sindicato dos Profissionais da Área Instrumental do Governo (Sinpaig-MT), Edmundo Cesar.

Além deles, segundo Oscarlino, em torno de dez lideranças dos servidores públicos estaduais deverão estar presentes no encontro.  

CPIS

As duas CPIs sugeridas pelo Fórum Sindical chegaram a ser propostas pela deputada estadual Janaína Riva (PMDB). A que trata do MT Prev chegou a ter o número de assinaturas suficientes para instalação. No entanto, três deputados da base governista retiraram os nomes e inviabilizaram a comissão.

Já a que trata de desvios de recursos na Assembleia durante o período em que a casa foi administrada pelo ex-deputado José Riva teve apenas quatro apoiadores. 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade