FáVARO PEDE RESPONSABILIZAçãO DE CORRUPTOS E GARANTE SISTEMA DE CONTROLE SANITáRIO DA CARNE
10.04.2017

O vice-governador de Mato Grosso, Carlos Fávaro,  reafirmou na manhã de hoje, 10, que o sistema sanitário do país não merece ser colocado em xeque após a operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal em março. Um dos impactos registrados trata-se da suspensão das atividades (férias coletivas) de sete frigoríficos de Mato Grosso, em decorrência da instabilidade do mercado. 

Leia Mais:
Sete frigoríficos em Mato Grosso concedem férias coletivas diante instabilidade de mercado

Ele assegurou que as ações referentes à operação Carne Fraca devem culminar na responsabilização dos corruptos e nas medidas punitivas adequadas. A afirmativa foi realizada na manhã de hoje durante a Parecis SuperAgro, a maior feira de agrotecnologia de Mato Grosso.

"Esse não é momento do produtor sair com nenhuma ação exorbitante.  Deve-se ter cautela no investimento, nesse momento. Eu tenho certeza de  que vamos  superar grandes. Já superamos outras crises com preços reduzidos por falta de mercado", declarou.

Ainda ponderou "Há uma  grande irresponsabilidade nesta operação Carne Fraca temos de separar o que é corrupção  e os responsáveis devem ser punidos. O que não se pode é colocar o sistema sanitário eficiente que o Brasil tem".

Ele ainda afirmou que o Governo do Estado vem trabalhando para reverter à crise e destacou as ações desempenhadas pelo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Blairo Maggi para reverter esse cenário. A exemplo da ação  realizada na semana passada, em Brasília, um jantar  em parceria com a Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) e o Sindicato das Indústrias de Frigoríficos do Estado (Sindifrigo) foi ofertado para empresários e políticos. A medida deve ser adotada também em São Paulo. 

Mato Grosso possui um rebanho bovino de mais de 30 milhões de cabeças (bovinos e bubalinos) e exporta para cerca de 150 países, sendo considerado referência nacional e ocupando a segunda posição como o maior exportador de carne do Brasil.

Carne Fraca

De acordo com a Polícia Federal, a Operação Carne Fraca tem como objetivo desarticular um esquema de corrupção envolvendo fiscais agropecuários a serviço do Ministério da Agricultura e donos de frigoríficos nos estados do Paraná, de Minas Gerais e Goiás.

A PF afirma que os fiscais investigados na operação recebiam propina das empresas para emitir certificados sanitários sem fiscalização efetiva da carne e que o esquema permitia que produtos com prazo de validade vencido e com composição adulterada chegassem a ser comercializados. De acordo com a operação, eram usados substâncias para “maquiar” a carne vencida.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade