TAQUES PREVê "SALVAçãO" DAS INDúSTRIAS DE MT
03.05.2017

Empenhado na atração de indústrias e criação de empregos para a região Oeste, o governador Pedro Taques assina, no próximo sábado (06.05), a ordem de serviço para construção da Zona de Processamento de Exportação de Cáceres (ZPE). A iniciativa é aguardada há mais de duas décadas pelos mato-grossenses e é baseada nos moldes de isenção fiscal da Zona Franca de Manaus, que atrai indústrias de todo o mundo.  

Segundo Taques, o Governo trabalhou com afinco para transformar este sonho em realidade. “A ZPE começou a ser um sonho no dia 06 de março de 1990, ainda no Governo Sarney, lá para trás, ainda no Governo Carlos Bezerra (em MT). Desde lá, tentativas foram realizadas e nada se concretizou. Quando nós assumimos o Governo, tivemos uma meta, um foco: o de fazer o processo licitatório e construir a sede da ZPE, para que ela possa finalmente funcionar”, enfatizou ele, dizendo que esse empreendimento vai abrir um novo momento na região Oeste do estado.

A notícia de que a zona aduaneira começará a ser construída em Mato Grosso foi comemorada pelo prefeito de Cáceres, Francis Maris. Segundo ele, o complexo vai alavancar e fomentar a competitividade industrial do estado, além de gerar empregos durante o período de obras. “A prefeitura recebe a notícia com muita alegria, porque nosso maior objetivo é salvar as indústrias no estado, para que possamos ser competitivos nacional e internacionalmente. Não esquecendo os mais de 100 empregos diretos que serão ofertados durante os dois anos de obras”.

O presidente da Administradora da Zona de Processamento de Exportação de Cáceres (AZPEC), Pedro Lacerda, também se mostrou otimista com o início das obras da ZPE. “Aqui, apesar de ser um projeto menor que a Zona Franca de Manaus, também vai trazer para o estado empresas de várias partes do mundo. Nesse momento de crise, será um fator de muito desenvolvimento”, ressaltou.

A ZPE de Cáceres será construída pela empresa Primus Incorporação e Construção Ltda. em uma área de 239,68 hectares, dividida em cinco módulos. O espaço terá capacidade de abrigar 230 indústrias, principalmente das áreas de agronegócio e alimentação. Entre as obras previstas na primeira fase dos trabalhos estão o prédio administrativo da ZPE, um restaurante, o bloco da Receita Federal, um pátio de manobra, além da guarita principal de pedestre, guarita principal de veículos, guarita secundária de veículos e um galpão. Também estão previstas a construção da rede de água, uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), drenagem, além de estações elétricas.

As ZPE’s são distritos industriais que possibilitam a comercialização de mercadorias com isenção fiscal. A escolha de Cáceres para a construção da zona aduaneira deve-se à localização estratégica, que possibilita o transporte dos produtos via Oceano Pacífico.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade