TAQUES ASSINA CONTRATO DE R$ 600 MILHõES PARA INVESTIMENTOS EM MT
05.05.2017

O Governo do Estado assinou nesta quinta-feira (4) um contrato de financiamento com o Banco do Brasil, no valor de R$ 600 milhões, para a construção de 105 pontes de concreto e a restauração de aproximadamente 130 quilômetros de estradas pavimentadas.

 

O recurso é oriundo do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES) e deve começar a ser aplicado ainda neste ano, segundo informações da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), uma vez que boa parte dos projetos já está licitado.  

 

“Nós assinamos em Brasília, agora na parte da manhã, um contrato de R$ 600 milhões para a construção de 105 pontes no Estado e mais 130 quilômetros de estradas, sendo que duas dessas pontes serão construídas em Cuiabá”, afirmou o governador Pedro Taques (PSDB), em entrevista coletiva.

 

Do total do recurso, R$ 470 milhões serão destinados para a construção das pontes. O restante, cerca de R$ 130 milhões, para a restauração das estradas.

 

A verba era aguardada desde a gestão Silval Barbosa (PMDB) e só foi liberada após a Sinfra apresentar um melhor planejamento de como o dinheiro seria aplicado.

 

A articulação conjunta da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), que negociou a aprovação do financiamento junto à Secretaria do Tesouro Nacional (STN), e do próprio Taques junto ao presidente Michel Temer (PMDB), também foram fundamentais.

 

Investimento

 

De acordo com dados da Sinfra, o recurso vai aumentar em um terço o número de pontes de concreto em Mato Grosso. Atualmente, somente 300 têm essa característica no Estado. Com o financiamento, a quantidade subirá para 405.

 

Já a reconstrução – quando a ação é mais efetiva do que as operações “tapa buracos” – de rodovias pavimentadas nos últimos dois anos atingirá a marca dos 718 quilômetros com o investimento conquistado nesta quinta.

 

Até o momento, o Governo do Estado vinha utilizando somente recursos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) para este fim. O recurso do BNDES será, portanto, um incremento.

 

Segundo a Sinfra, todas as regiões do Estado devem ser atendidas.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade