AUTO DA PAIXãO DE CRISTO COMEçA A SER ENCENADO
12.04.2017

A partir desta terça-feira (11), começa a ser encenado o espetáculo Auto da Paixão de Cristo. A peça teatral que conta a história de Jesus Cristo segue até o domingo de Páscoa (16) no Memorial João Paulo II, em Cuiabá.

Com duração de uma hora e meia, a Paixão de Cristo será representada em 15 cenas por 320 atores e tem como participação especial, ator Henri Castelli que representará Jesus, pela segunda vez.

“ É uma emoção gratificante. Estou muito feliz por ter sido novamente convidado para participar do Auto ”, pontou o ator.

Durante coletiva a imprensa na tarde desta segunda-feira (10), Castelli lembrou que a   encenação da Paixão existe em muitos lugares, mas em Mato Grosso tem o diferencial de o espetáculo ser de graça. “Eu não conheço outra apresentação com esse perfil social e gratuito. E espero que o Governo do Estado amplie isso”.

Segundo o secretário de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas), Max Russi, o evento acontece há 10 anos, e é o segundo maior teatro a céu aberto do país a encenar a morte e ressurreição de Cristo. “ O Auto valoriza a religiosidade do povo mato-grossense e convida à reflexão no período pascoal. Vai gerar renda com a empregabilidade de 900 pessoas, sendo 450 com empregos diretos e 450 indiretos”.

Russi enfatizou ainda que além do perfil social do evento, outro fator que merece ser destacado foi a oportunidade de incluir na peça o público vulnerável como reeducandos, haitianos, indígenas e adolescentes do sistema socioeducativo.

 

Evento

 

No local, ainda serão montadas a praça de alimentação, feira de artesanato, espaço para as crianças com brinquedos e serviços de cidadania, sendo os dois últimos gratuitos. Os portões do Memorial localizado no bairro Morada do Ouro serão abertos todos os dias a partir das 17h e a encenação começa às 20.

 

Inclusão social

 

Este ano, irão participar reeducandos do sistema prisional, indígenas, menores da Casa da Criança e do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Jardim União, alunos da Rede Cidadã e da Instituição Nossa Casa, haitianos e adolescentes do sistema socioeducativo (Pomeri), indígenas, pessoas do aterro sanitário. Além disso, o evento contará com a participação de grupos teatrais dos municípios de Jaciara, Barra do Garça, Barra do Bugres e Novo Xingu. Foram criadas mais três oficinas: de adereços, dança do ventre e serralheria.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade