PM AFIRMA QUE GRAMPOS ERAM REGISTRADOS EM SALA NO CENTRO DE CUIABá; MEMBRO DO GAECO TERIA PARTICIPADO
30.05.2017

A 3º Sargento da Polícia Militar de Mato Grosso Andréa Pereira de Moura Cardoso compareceu de forma espontânea no dia 26 de maio, junto de seus advogados, a Corregedoria Geral da PM para prestar esclarecimento sobre as escutas ilegais praticadas no Estado e reveladas no último mês.Ela revelou que a central de grampos funcionava no centro de Cuiabá, em um apartamento. Andréa disse ainda que um policial militar membro do Gaeco teria participado das ações.

 
Conforme o depoimento, colhido pelo também Policial Militar e corregedor geral Alexandre Corrêa Mendes, em determinado dia, no ano de 2014 ou 2015, Andréa Pereira foi procurada pelo Coronel Sigueira Junior, que a informou para procurar o Coronel Zaquel Barbosa no Comando Geral da PM. Zaqueu teria uma indicação de serviço na atividade de inteligência.
 
No Comando Geral, Adréa foi recebida pela policial militar identificada como Heydi, que era secretária de Zaqueu. O coronel informou que a depoente iria trabalhar na área da inteligência, mais precisamente com interceptações telefônicas. O Policial Gerson Luiz Ferreira Golveia Júnior seria o responsável por explicar como seria o serviço.
 
Assim, após a primeira indicação, encontros para orientação com Gerson ocorreram na sala do coronel Zaquel.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade