BOTELHO DIZ QUE DEPUTADOS DO PSB NãO FARãO OPOSIçãO A TAQUES
19.06.2017

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, do PSB, afirmou que os deputados do partido não farão oposição ao governador Pedro Taques (PSDB), independente da decisão a ser tomada pelo novo presidente da sigla em Mato Grosso, deputado Valtenir Pereira.

 

Valtenir, que estava no PMDB desde março do ano passado, assinou sua ficha de filiação ao PSB na última quarta-feira (14) e foi colocado no comando da sigla pelo presidente nacional, Carlos Siqueira.

 

Até o momento, ele ainda não deu nenhuma declaração sobre os rumos que dará ao PSB, mas, ao que tudo indica, a ideia é levar o partido a oposição do Governo.

 

“Como a gente nem conversou com o Valtenir, não tenho a leitura ainda do que deve ocorrer com o partido. Agora, uma coisa que já definimos é que nós, os deputados, não vamos assumir postura de oposição ao governo Pedro Taques”, disse Botelho, em entrevista ao MidiaNews.

 

Uma coisa que já definimos é que nós, os deputados, não vamos assumir postura de oposição ao governo Pedro Taques

Botelho não descarta, inclusive, a possibilidade de uma debandada na sigla, caso tal posicionamento seja adotado pelo novo presidente.

 

“Se ocorrer, no momento certo nós vamos sair do partido. Por enquanto, nós não vamos cumprir a determinação, caso ela ocorra”, afirmou.

 

“Vamos, até o ultimo minuto, fazer todo o esforço para ficar no partido. É um partido que tem história, estamos confortáveis no PSB, não queremos sair. Vamos lutar de todas as formas para ver se a gente fica dentro do PSB”.

 

“Atitude antidemocrática”

 

Botelho disse que presidência de Valtenir ocorreu de forma “atropelada” e imposta “goela abaixo” pela direção nacional da sigla.

 

“Foi um atropelo. Havia uma briga dentro do partido em razão de o então presidente Fabio Garcia ter votado a favor da reforma trabalhista do presidente Michel Temer. A troca da presidência foi uma forma de retaliação a quem votou a favor, mas aí vem o deputado Valtenir que também votou. Não ficou bem entendido isso”, disse.

 

“Não houve nenhuma conversa com ninguém aqui do partido, foi uma atitude antidemocrática. Uma colocação goela abaixo, sem discussão. Entendemos assim”, afirmou o presidente da Assembleia.

 

O assunto será discutido ainda nesta segunda-feira (19), em uma reunião entre os principais líderes da sigla no Estado.

 

“Vamos fazer uma reunião agora a tarde na presidência da Assembleia, com deputados do PSB, convidamos o deputado Adilton Sachett, Fabio Garcia, os estaduais e o ex-prefeito Mauro Mendes, para termos uma primeira conversa. Depois, vamos ampliar essa discussão com os prefeitos, vereadores, fazer uma discussão maior”, explicou.

 

“Estou defendendo também que a gente converse com o Valtenir, porque ele vai ser o presidente. Temos que trocar algumas ideias com ele, pra ver o que ele está pensando. Mas vamos ver o que vai ser dessa primeira reunião que será hoje”, concluiu Botelho.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade