PRESO PELO GAECO, SERVIDOR DO TJ OFERECEU DINHEIRO A ASSESSORA DE JUíZA POR INFORMAçõES DE PROCESSO
20.06.2017

O  Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT) determinou abertura de Processo Administrativo Disciplinar (PAD) contra o servidor Eder Gomes de Moura, então presidente do Sindicato de Oficiais de Justiça de Mato Grosso (Sindojus/MT).  Ele foi preso na manhã de hoje, 20, durante a deflagração da operação Convescote desencadeada pelo Grupo de Atuação e Combate ao Crime Organizado (Gaeco). De acordo com o TJ, o oficial de justiça preso é acusado de oferecer dinheiro a outra servidora em troca de informações sobre a ação. 



Segundo o MP, a operação visa desarticular uma organização criminosa que "saqueou" os cofres públicos, notadamente recursos públicos da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso e Tribunal de Contas do Estado de Mato  Grosso, por intermédio da Fundação de Apoio ao Ensino Superior Público Estadual (FAESP).

 A assessoria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso esclareceu ainda que a Operação Convescote ocorre mediante  determinação judicial da juíza Selma Arruda – da Vara Especializada contra o Crime Organizado não possui relação direta com a gestão da instituição. 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade