TORCEDORES Já ENTRAM NO CLIMA DA COPA
19.05.2014
atletico-santos

 

Atleticanos, santistas, corintianos, mixtenses, gremistas, fluminenses e tantos outros apaixonados pelo futebol, representando suas torcidas, compareceram no último evento-teste da Arena Pantanal, neste domingo (18). Cada um escolheu seu lado e todos juntos totalizaram 18.683 pessoas. No fim, nem só os torcedores do Atlético Mineiro, que ganhou de 2 x 1 do Santos, saíram ganhando, mas também aqueles que queriam conferir o resultado da Arena Pantanal e reviver os tempos de Verdão.

A torcida do Atlético Mineiro em Cuiabá, a “Galocuia”, compareceu em peso no confronto. Entre os torcedores estava o empresário Ricardo Senra, 38, acompanhado também dos pais, sobrinhos e amigos. Chegou cedo para estender a faixa da torcida e receber seu time de braços abertos. Ele, que já havia assistido a jogos do Atlético Mineiro na época do Verdão, gostou do que viu, não só a vitória como a estrutura da Arena. “Ficou muito bom, grande, a qualidade do gramado a facilidade de acesso para quem está com crianças”.

Teve também que emprestou a fé e a torcida, como a mixtense Ceila Mônica Alencastro de Moura, 47. Quando o Mixto não está em campo, Ceila torce para o Vasco. Mas no jogo desse domingo a cuiabana abriu uma exceção e ficou do lado do Atlético Mineiro. “Hoje sou galo, pois o Santos tirou o Mixto do campeonato”, justifica-se. Apaixonada pelo esporte e já no clima de Copa, a mixtense decidiu se vestir de verde e amarelo para ir ao último jogo na Arena Pantanal antes da Copa do Mundo. Ainda assim, não deixou de usar pelo menos uma peça de roupa do time de coração.

Ceila levou a família mixtense para conferir o jogo Ceila levou a família mixtense para conferir o jogo

Orgulhosa do espaço que Cuiabá ocupa hoje no cenário nacional, como sede da Copa, Ceila foi a todos os jogos-teste da Arena Pantanal. O gosto por assistir os jogos no estádio vem de quando ainda era menina e acompanhava o pai aos jogos, principalmente no Verdão. De lá para cá muita coisa mudou e para melhor, garante a torcedora. “Nossa Arena é linda e Cuiabá está muito bem representada. O coração bate mais forte quando estou aqui dentro”, emociona-se.

Quase chegando a um século de vida, Antônio Pedroso se surpreendeu com a Arena, tanto pela sua grandiosidade quanto pela facilidade de acesso. Mesmo com a bengala e a bagagem de quem possui 96 anos, Pedroso Alfaiate – como é mais conhecido – pode assistir com tranquilidade ao último evento-teste na Arena Pantanal. “Até para estacionar foi fácil”, aprovou o corintiano que desta vez foi à Arena Pantanal torcer pelo Santos.

Quem também aproveitou o evento-teste e o clima de Copa do Mundo para ver como ficou Arena foi Wanda Gattass, 76. “Não é porque estou em uma cadeira de rodas que vou deixar de conhecer as coisas”, disse a santista que não se contentou em apenas ficar na arquibancada e foi fazer um tour pela parte interna do estádio. Mesmo assim, para os jogos da Copa do Mundo vai preferir o conforto de casa e vai assistir tudo pela TV.

 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade