O JUIZ YALE SABO MENDES, DA 7ª VARA CíVEL DE CUIABá, CONDENOU O COLéGIO E CURSO APTUS, LOCALIZADO NO BAIRRO MORADA DO OURO, A INDENIZAR, EM R$ 20 MIL, DUAS IRMãS GêMEAS DE 17 ANOS QUE SOFRERAM BULLYING NA INSTITUIçãO. A DECISãO é DO úLTIMO DIA 31 DE MAIO E é PASSíVEL DE RECURSO. NA AçãO, A MãE DAS ADOLESCENTES AFIRMOU QUE OS FATOS OCORRERAM EM 2012 E 2013, OCASIãO EM QUE DIARIAMENTE OUTROS ALUNOS DO COLéGIO OFENDIAM E DISCRIMINAVAM SUAS FILHAS, TANTO NA INSTITUIçãO COMO NAS REDES SOCIAIS.
07.06.2017

Evanderly de Oliveira Lima, condenado em 2015 a 18 anos e seis meses de prisão pelo assassinato duplamente qualificado da juíza de Direito Glauciane Chaves de Melo, do Fórum de Alto Taquari, em julho 2013, já será solto dentro de dois anos e quatro meses, em outubro em de 2019. A decisão consta da determinação proferida no dia 12 de maio deste ano, pela magistrada Ana Graziela Vaz de Campos Alves Corrêa, da Segunda Vara Criminal.
 


O assassino foi condenado pelo juiz Carlos Augusto Ferrari a 18 anos e 06 meses de prisão em regime fechado, sendo 02 anos de prisão por porte ilegal de arma, (ela não estava registrada) e 16 anos e 06 meses pelo homicídio.  

Ele assassinou à sangue frio a juíza de Direito Glauciane Chaves de Melo, na frente de sua assessora, durante o expediente, no dia 07 de julho de 2013. Após o cometimento do crime, o assassino fugiu do Fórum de Alto Taquari e foi pego apenas 03 dias depois, em um matagal há 20 km da cidade.

Durante interrogatório, Evanderly dizia ter esperanças de reatar seu relacionamento com a juíza e que tinha ido até o Fórum portanto um revólver ilegal para conversar com a magistrada e retomar o casamento.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade