VALTENIR NEGA TER DESTITUíDO DIRETóRIOS DO PSB NO INTERIOR
28.06.2017

O deputado federal Valtenir Pereira (PSB), por meio de sua assessoria, negou ter destituído os 132 diretores municipais do partido, que coordenam os 15 mil filiados em todo o Estado.

A acusação surgiu depois que o deputado estadual Oscar Bezerra (PSB) recebeu, por parte de uma assessora, imagens da página do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) que mostra que os diretórios municipais estão inativados por destituição da comissão provisória ou por dissolução do diretório.

Segundo a assessoria de Valtenir, deve ter ocorrido um erro na busca do site da Justiça eleitoral pois fazendo a busca da maneira correta, os diretórios aparecem ativos.

Oscar Bezerra falou que caso Valtenir tenha destituído ou dissolvidos as comissões provisórias e os diretórios municipais, seria uma situação de “baixa inteligência” pois essas lideranças representam 15 mil filiados. “Ele deveria ligar para os presidentes e tentar construir e não destruir”.

Questionado se algum presidente municipal registrou alguma reclamação quanto à suposta destituição imposta por Valtenir, Bezerra disse que não recebeu nenhum tipo de queixa, a não ser da assessora do partido, que lhe enviou os prints do site do TRE, onde viu as contas inativas dos diretórios.

Oscar Bezerra destacou que medidas judiciais devem ser tomadas contra o novo presidente estadual do partido, além das que já foram protocoladas na Justiça eleitoral, como a denúncia pelo fato de Valtenir trocar de partido fora da janela partidária. “Ele trocou de partido fora da janela. Só por isso ele já perde a cadeira de deputado federal”, disse.

Demonstrando total descontentamento com o novo presidente, Oscar Bezerra apontou interesse pessoal do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, que estaria trocando todas as presidências estaduais da sigla, onde não tinha apoio, visando sua reeleição ao comando do partido.

A assessoria de Valtenir Pereira informou que o presidente do PSB de Mato Grosso não tem intenção de mudar as lideranças partidárias no interior, mas sim de conversar com todas as bases. Uma nota de esclarecimento está sendo confeccionada para explicar o caso.

Desde que voltou para o PSB, Valtenir tem enfrentado grande repulsa por parte dos filiados ligados aos deputados federais Fábio Garcia (ex-presidente estadual destituído pela nacional) e Adilton Sachetti, além dos deputados estaduais que compõem a sigla. Um movimento se formou para tentar retirar Valtenir da presidência, fazer eleições internas e colocar o ex-prefeito Mauro Mendes no comando da sigla em Mato Grosso. 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade