LúDIO SE DIZ PREPARADO E CRITICA DIVISãO DA BASE ALIADA
19.05.2014

O pré-candidato ao governo do Estado Lúdio Cabral (PT) se manifestou contrário a divisão da base aliada do governo, na tentativa de forçar um segundo turno, contra o candidato da oposição, senador Pedro Taques (PDT). A manobra citada pelo petista foi defendida pelo deputado José Riva (PSD) no último final de semana. O senador Blairo Maggi (PR) é um dos defensores da tese. Os dois acreditam que dessa forma teriam mais chances do grupo permanecer no comando do Estado.

Lúdio, diz que caso seja escolhido como candidato, está preparado para uma disputa polarizada contra o pedetista. “Precisamos de uma candidatura única e concentrar forças nela”, defende. Outro motivo para permanecer unido é por conta da reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). Lúdio ressalta a necessidade de um palanque  forte para a petista no Estado.

arcos Lopes/HiperNotícias

Pré-candidato ao governo do Estado, Lúdio Cabral afirma que está preparado para embate com o senador Pedro Taques

O petista acredita que quanto mais claro ficar para o eleitor quem, de verdade, será os candidatados melhor será o entendimento e a tendência é de que o candidato governista conquiste mais o eleitorado. Ele defende que o grupo já deveria revelar a chapa até o fim deste mês, ou no máximo na primeira semana de junho.

Internamente Lúdio concorre com mais dois pré-candidatos: o vice-governador Chico Daltro (PSD) e o ex-juiz federal Julier Sebastião (PMDB). Cada um trabalha em sua pré-campanha de forma separada.

Lúdio diz que sugeriu aos partidos da base que os três pré-candidatos fizessem caravana em conjunto pelo interior do Estado. Porém, a proposta não foi acatada até o momento.

CARAVANA

No final de semana o petista visitou 13 municípios do Estado com a sua “Caravana da Cidadania”. Na sexta-feira (16) passou por Nova Mutum, Tapurah, Itanhangá e Ipiranga do Norte. Sábado (17) passou por Feliz Natal, Vera, União do Sul e Marcelândia. No domingo (18) a agenda teve início em Santa Carmen, seguiu para Sinop e encerrou em Várzea Grande.

O pré-candidato conta que as principais dificuldades encontradas estão relacionadas à saúde. Na região tem dois hospitais regionais, mas segundo Lúdio já estão sobrecarregados e precisam de ampliação.

Afirma que a segurança pública também é outra preocupação, principalmente em Sorriso e Sinop que cresceram muito nos últimos anos. Cita ainda o exemplo de Marcelândia, que conta com um posto de polícia com uma viatura e seis policiais. Segundo ele, o baixo número de policiais faz com que a jornada de trabalho chegue a 80 horas por semana.

O petista também destaca que a diferença sócioeconômica entre os municípios que a BR 163 cortam e os que ficam além da margem da rodovia. Destaca que é preciso um grande trabalho em infraestrutura e fomento da agricultura familiar para que o desenvolvimento dos municípios vizinhos também chegue a essas localidades.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade