“CRISE POLíTICA PRECISA SER RESOLVIDA O MAIS RáPIDO POSSíVEL”
11.07.2017

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), afirmou que as denúncias contra o presidente Michel Temer têm dificultado o andamento do Governo e, consequentemente, a economia.

 

Temer foi acusado formalmente pela Procuradoria Geral da República por crime de corrupção passiva com base nas delações de executivos do grupo J&F, que controla a JBS.

 

Como se trata de um presidente da República, antes de o Supremo Tribunal Federal (STF) analisar se aceita ou não a denúncia, é preciso a autorização da Câmara. Na última segunda-feira (10), o deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), relator da denúncia, recomendou o prosseguimento do processo.

 

“Certamente dificulta o Governo. A economia e o governo são muito ligados e sempre que há um problema na política, você acaba afetando a economia. Então, precisamos resolver o mais rápido possível esses assuntos”, afirmou ao MidiaNews.

 

A economia e o governo são muito ligados e sempre que há um problema na política, você acaba afetando a economia

Blairo defendeu que o assunto seja “superado” de forma imediata, para que o País volte a crescer.

 

“A gente precisa revolver isso o mais rápido possível. Fazer com que as coisas voltem ao normal, que o País possa voltar a crescer, gerar empregos. Enfim, política não está fácil para o Brasil nesse momento”, disse o ministro.

 

Governo Maia

 

Sobre a possibilidade de o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), assumir o Governo, com o andamento do processo contra Temer, Blairo disse ainda não saber se continua como ministro.

 

“A gente nem sabe se essas denúncias vão ser aceitas, se o presidente vai responder, ou não vai responder. A política vai ser resolvida dentro da política e eu vou aguardar”, afirmou.

 

“Depois que sair a definição, a gente toma as decisões junto com o partido”, disse se referindo ao PP.

 

Apesar disso, Blairo afirmou que Temer, e ele próprio, têm trabalhado para manter a base “unida”. Inclusive, para evitar que siglas importantes como o PSDB desembarquem do Governo.

 

“O PSDB é um partido que está discutindo isso. Não sei qual q decisão. É preciso que todos permaneçam na base para que possamos fazer as mudanças que precisam ser feitas. As reformas Trabalhista, Tributária e da Previdência ajudariam muito o Brasil sair da situação que se encontra hoje”, completou.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade