HOMEM QUE MATOU MãE E FILHA A MARTELADAS DIZ QUE CRIME FOI MOTIVADO POR TRAIçãO; VEJA VíDEO
22.08.2017

Jhony Marcondes, 41 anos, que foi preso no fim da manhã desta terça-feira (22), no bairro Pedregal, em Cuiabá, acusado de assassinar a marteladas e facadas sua companheira Adriana Aparecida de Siqueira, de 41 anos, e a filha dela, Andreza Maria Vilharga da Siqueira, de 19, durante a madrugada no CPA II, afirmou que o crime foi motivado por causa de uma suposta traição por parte de Adriana.



À Polícia Militar, Jhony addumiu o crime e disse que teria estuprado Adriana antes de matá-la. O corpo da vítima foi encontrado com as calças arriadas. Jhony ainda disse cometeu o crime para se vingar de uma suposta traição. Ele também contou aos policiais que seria portador do vírus HIV e precisaria de tratamento. A PM afirmou que ele aparentava estar sob efeito de drogas.

Enquanto era levado à viatura da PM, para ser transferido à DHPP, familiares das vítimas xingavam o homem e diziam que ele destruiu duas famílias. A irmã de Adriana disse ao Olhar Direto que Jhony também já teria tentado abusar do outro filho da vítima, um garoto de 11 anos. O menino havia denunciado Jhony, o que irritou o acusado.

Por causa desta situação o garoto estava se hospedando na casa da tia e não estava com a mãe no momento do crime. Familiares também disseram que ele era usuário de drogas e já agrediu Adriana anteriormente.

Feminicídio

De acordo com dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), no período de janeiro a junho de 2017, 35 mulheres foram assassinadas em Mato Grosso. Também foram registrados 125 casos de estupro no Estado. Para denunciar casos de violência contra a mulher é só ligar para o número 180.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade