CAPACITAçãO VISA ELABORAçãO DE POLíTICAS VOLTADAS àS VíTIMAS DE ACIDENTES E VIOLêNCIA
23.08.2017

Visando a elaboração das políticas públicas voltadas à promoção, prevenção, assistência em saúde e reabilitação, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está promovendo até  quinta-feira (24) uma capacitação para mais de 50 profissionais. O curso é destinado àqueles que atuam nas unidades de urgência e emergência - Unidades de Pronto Atendimento (UPA), policlínicas e Pronto Socorro de Cuiabá com  foco no  aperfeiçoamento da coleta de informações relativas aos pacientes vítimas de violência e acidentes, conhecidas também como ‘causas externas’.  

Elas estão entre as três primeiras causas de morte nos últimos anos em Cuiabá. Dados do Núcleo de Informações da SMS revelam, porém, uma tendência de queda. Nos primeiros cinco meses de 2015 foram registrados 230 óbitos, enquanto que no mesmo período de 2016, um total de 202; e nos cinco primeiros meses deste ano, 127. “Ações como o ‘Faixa Cidadã’ são resultados deste trabalho”, apontou Tânia Maria do Rosário, da Área Técnica de Violência e Acidentes, da Gerência de Vigilância de Doenças e Agravos da Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Dentro das ‘causas externas’, os acidentes de trânsito são a segunda causa de morte. Para se ter uma ideia dos reflexos disso na principal referência em ‘Pronto Atendimento Ortopédico’ do Estado, o Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (HPSMC), basta avaliar os 2.256 atendimentos à vítimas de colisões nos primeiros cinco meses de 2017. Deste total, 1.540 (68,3%) resultaram de acidentes envolvendo motos. Em segundo lugar estão os acidentes envolvendo carros, com 424 (18,8%), seguido por atropelamentos, com 168 (7,4%), e bicicletas com 124 (5,5%).

A capacitação “Viva Inquérito”, realizada deste o ano de 2006, tem como finalidade principal municiar os gestores públicos das esferas municipal, estadual e federal, com informações precisas, buscando auxiliar a tomada de decisões que afetam a sociedade e impactam diretamente no Sistema Único de Saúde (SUS). “A ficha preenchida pelos profissionais possui um nível de detalhamento que permite identificar o tipo de violência, se é física, sexual, queda, enfim... com o intuito de promover ações assertivas”, explicou Josiane Rodrigues, da Área Técnica de Violência e Acidentes, da Gerência de Vigilância de Doenças e Agravos da SMS.

A capacitação é realizada a cada três anos em todas as capitais do país, sendo que a primeira etapa foi realizada entre os dias 25 e 27 de abril do ano passado. A pesquisa para traçar o perfil dos casos de violência e acidentes atendidos nas unidades de urgência e emergência de Cuiabá será realizada entre os dias 01 e 30 de setembro próximos. As informações serão encaminhadas às pastas responsáveis, como a SMS, SES e o Ministério da Saúde, dando sustentação a projetos, programas e ações interdisciplinares.   



COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade