SILVAL BARBOSA Já FOI OUVIDO POR EQUIPE DO STF
08.08.2017

O Supremo Tribunal Federal (STF) já está prestes a homologar o termo de colaboração premiada do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) firmado com a Procuradoria Geral da República (PGR). A informação foi divulgada pelo jornalista Murilo Ramos em sua coluna Expresso da revista Época, que compõe as Organizações Globo. 

De acordo com a informação, uma equipe que auxilia o ministro Luiz Fux compareceu em Mato Grosso no mês de julho para ouvir o ex-governador Silval Barbosa. Houve uma audiência prévia à homologação da delação premiada, ocasião em que são apuradas eventuais ilegalidades na negociação do acordo de colaboração premiada. 

Na semana passada, o ministro Luiz Fux declarou aos jornalistas que aguardavam a uma sessão da Suprema Corte que a delação de Silval Barbosa é “monstruosa” e perde apenas para a Operação Lava Jato em termos de volume de informações. Primeiro ex-governador do país a firmar colaboração premiada na qual se compromete a auxiliar a Justiça visando redução ou até mesmo extinção da pena em processos criminais nos quais figura como réu, o que é autorizado pela lei 12.850/2013, Silval Barbosa teria comprometido em seus depoimentos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE), deputados estaduais, deputados federais e o ex-governador e atual ministro da Agricultura Blairo Maggi. 

Nos bastidores, se comenta que houve entrega de provas como vídeos gravados pelo ex-governador em que autoridades recebiam propinas, dinheiro este desviado por meio de esquemas de corrupção na administração pública. Silval Barbosa permaneceu 22 meses preso em razão de suspeitas de corrupção em seu mandato de governador de Mato Grosso que envolve fraudes na concessão de incentivos fiscais e compra de terrenos públicos e pagamento de desapropriações. 

Após adotar a estratégia de confessar crimes em juízo e devolver R$ 46 milhões aos cofres públicos, foi remetido a prisão domiciliar pela juíza da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, Selma Arruda. 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade