ALéM DE PEC DO TETO, JANTAR NA CASA DE BOTELHO DEVERá SELAR APOIO DE PARTIDOS A PEDRO TAQUES
09.08.2017

O jantar marcado para a noite desta quarta-feira (9) na casa do presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (PSB), deverá servir, além de uma tentativa de entendimento entre Executivo e Legislativo quanto ao envio de projetos de leis, para que o governador Pedro Taques (PSDB) tenha conhecimento do grupo político que deverá o acompanhar em seu projeto de reeleição. O encontro deverá contar com a presença de todos os deputados que atualmente compõem a base de apoio ao governador no Parlamento.


“Nós vamos conversar sobre o segundo semestre, sobre a volta dos trabalhos no Parlamento. Todos os deputados da situação foram convidados, principalmente para debater esse cenário político, dos partidos que estão com o Governo e que devem continuar firmes com o Governo. Também deve entrar em pauta a questão do PSB, como nós vamos fazer com os deputados, se vão mesmo para o DEM, ou se vão para outro partido”, afirmou o líder de Taques na Assembleia, o deputado estadual Dilmar Dal’Bosco.

Para o líder, este é o momento ideal para que o governador assegure a anuência da maioria dos deputados, tendo em vista o envio de projetos importantes que devem ser votados neste segundo semestre, como a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) do Teto de Gastos e as Reformas Tributária e Administrativa.

O assunto, na semana passada, gerou mal-estar entre Taques e Botelho, que trocaram acusações de incompetência pela demora no envio dos projetos ao Legislativo. Botelho, que ofereceu sua casa para o jantar com o governador, garantiu que o embaraço não arranhou a relação harmoniosa entre os dois, mas afirmou que o assunto ainda não foi resolvido.

“Não resolvemos, mas nós vamos conversando, é um diálogo que permanece em aberto”, afirmou, ao ser questionado se ele e Taques já haviam feito as pazes.

Sobre as críticas feitas pelo governador, direcionadas à sua atuação enquanto deputado da base, Botelho preferiu minimizar e colocar panos quentes na polêmica. “É possível que ele tenha razão, eu até concordo com ele, porque talvez eu já devesse ter feito esse posicionamento. De tudo ele não está errado, eu já devia ter falado isso antes. Mas nós somos de um grupo, estamos trabalhando para acertar. É uma discussão de companheiros, mas eu não estou aqui para dizer amém para ninguém e sim para fazer aquilo que considero ser o melhor”. 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade