JANAINA ESPERA “EMBASAMENTO DO MPF” PARA AçãO CONTRA COLEGAS
30.08.2017

Membro da Comissão de Ética da Assembleia, a deputada estadual Janaina Riva (PMDB) disse esperar que a Procuradoria Geral da República apresente as provas contra os 15 parlamentares da atual legislatura citados na delação premiada do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) para tomar qualquer ação contra os colegas.

 

Entre as possíveis ações está a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) ou até um pedido de cassação de mandato, por quebra de decoro, na Comissão de Ética.

 

“Eu deixei bem claro que não gostaria de dar início a nada que não fosse ter o retorno que a sociedade pede. Então, prefiro aguardar o Ministério Público, aguardar o Judiciário para que uma CPI possa ter algum tipo de ação embasada juridicamente”, afirmou.

 

Segundo ela, ainda não chegou à Comissão de Ética qualquer pedido de afastamento contra os parlamentares. Ela ressaltou que o conselho até o momento não fez nenhuma reunião este ano e sequer tem presidente.

 

Temos muitos citados e não acho que a Comissão de Ética, que estão batendo duro, tenha condição de analisar caso a caso o que está ali

Ela, no entanto, negou qualquer tipo de proteção. “Não é questão de ser abafado. Temos muitos citados e não acho que a Comissão de Ética, que estão batendo duro, tenha condição de analisar caso a caso o que está ali. Por isso falo, que precisa de um embasamento do MPF”, disse.

 

“Eu sugeri isso, que espere o Ministério Público. Até porque não temos condição de fazer uma investigação dentro da Assembleia. Hoje tem até déficit de servidor e nem CPI podemos ter. Não temos mais os servidores que eram da Faespe [fundação ligada à Unemat alvo da Operação Convescote]. Então, é esperar para ver o que pode acontecer”, afirmou.

 

Flagrados em vídeo

 

Para Janaina, os deputados flagrados em vídeo recebendo maços de dinheiro no gabinete do ex-assessor de Silval, Silvio Araújo, “mancham” a imagem do Legislativo.

 

“É óbvio que para Assembleia o impacto é muito ruim. Eu acho que o vídeo tem sua relevância, é chocante para todo mundo que assiste, para os próprios deputados. Mas tem que ver como vai encaminhar isso, temos outros casos aqui dentro no mesmo sentido”, disse sem citar nomes.

 

Em outubro de 2016, o MidiaNews revelou um vídeo ao qual Romoaldo Junior (PMDB) cobra propina em um esquema da Assembleia (leia AQUI). Mesmo com esse fato, o peemedebista não sofreu qualquer tipo de penalidade na Assembleia.

 

Emanuel

 

A deputada, entretanto, preferiu não comentar sobre o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), que também aparece nos vídeos de Silval. Além de estarem no mesmo partido, a deputada foi uma das importantes cabos eleitorais do atual prefeito.

 

“Eu não vou falar, porque as pessoas que querem me envolver não são pessoas que querem meu bem. Acho melhor não falar disso, para não prejudicar ele ou eu. Ele era deputado, vai responder, não tenho nada a ver com isso, então é melhor ele responder”, completou.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade