EX-COLEGA DE RéU, FALEIROS DECLARA-SE SUSPEITO PARA JULGAR 'SEVEN II' E DEVOLVE AçãO PARA SELMA
06.09.2017

O juiz Marcos Faleiros da Silva, designado para atuar na Sétima Vara Criminal, ao lado de Selma Arruda, declarou-se suspeito para atuar na ação penal oriunda da “Operação Seven II”. A decisão foi inserida aos autos na última segunda-feira (04).


“Por motivo de foro íntimo, declaro-me suspeito para atuar no presente feito, nos termos do art. 254 do Código de Processo Penal. Encaminhe-se ao meu Substituto Legal”, declarou Faleiros, nos autos da ação. 

Conforme Olhar Jurídico apurou, o magistrado atuou em um escritório de advocacia com um dos 13 réus da operação, nos anos 1990, de modo que estaria impossibilitado de julgá-lo, ainda que passados 30 anos. A Sétima Vara Criminal ainda irá estudar se o réu também se encontra na ação penal oriunda da “Operação Seven I”, sendo o caso, a suspeição será medida igualmente impositiva.

A ação será devolvida à juíza Selma Rosane Arruda. 

Entenda o Caso:

Na Operação Seven, as investigações realizadas pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) revelam que Silval Barbosa, junto com Pedro Nadaf, foram os principais responsáveis pelo desvio de R$ 7 milhões das contas do Intermat no final de 2014. A ação apura o desvio de dinheiro público por meio da compra fraudulenta de uma propriedade rural na região do Manso.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade