“MORRO DA LUZ é O ESPAçO DE MAIOR VULNERABILIDADE DO ESTADO”, AFIRMA SECRETáRIO DE ORDEM PúBLICA
25.09.2017
O secretário municipal de Ordem Pública de Cuiabá, o coronel Leovaldo Sales, afirmou em entrevista que a região do Morro da Luz é o espaço de maior vulnerabilidade de todo o Estado de Mato Grosso, em relação a roubos e furtos. O subchefe do comando geral da Polícia Militar, o coronel Jonildo José de Assis, afirmou que é feito policiamento ostensivo na região, mas é necessária uma atuação do poder público com relação aos moradores que se abrigam no local.

Leia mais:
Usuário de drogas é baleado em plena luz do dia no Morro da Luz

O secretário Sales conversou com a imprensa durante o lançamento da 9ª edição da Operação Bairro Seguro em Mato Grosso, na praça Santos Dumont em Cuiabá. De acordo com Sales, constantemente é feita a retirada de entulhos no local e também é feito um acompanhamento junto com as Secretarias de Assistência Social e de Saúde.
Ele afirmou que existe um projeto para a revitalização do Morro da Luz para os 300 anos da capital mato-grossense, que também prevê o policiamento no local.

“A gestão tem um projeto para a revitalização, para Cuiabá 300 anos, mas não sei o cronograma de execução. Mas existe sim um pensamento para a revitalização do Morro da Luz. Ali tem polícia, porque ninguém sobe ali sem polícia, ali é um espaço de ameaça, é o espaço de maior vulnerabilidade do estado de Mato Grosso, em termos de roubos e furtos”, disse o secretário.

Durante o evento, o coronel da PM, Jonildo José de Assis, respondeu dizendo que é feito policiamento ostensivo no Morro da Luz, mas que também é necessária a atuação do poder público com relação aos moradores de rua.

“Independente desta situação passada pela prefeitura, o 1º Comando Regional já desenvolve atividades de policiamento ostensivo lá na região. Nós tivemos, somente neste mês, aproximadamente seis incursões lá, realizando abordagem e busca pessoal naquelas pessoas que ali transitam. Mas como é de conhecimento público, aquelas pessoas que ali estão são moradores de rua em situação de delinqüência e que também são dependentes químicos, e isto acaba com que as opções que a policia militar tem, que trabalha em cima do flagrante. Então o policiamento, as abordagens, as checagens estão sendo feitas, agora a outra parte social também tem que ser feito, por parte dos órgãos competentes”, disse o coronel.

A Secretaria Municipal de Assistência Social afirma que faz visitas constantes aos moradores de rua e oferece abrigo nos albergues da Prefeitura, no entanto, ninguém pode ser retirado à força e os moradores só podem sair do local por vontade própria.
COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade