TAQUES DESCARTA DEMISSãO, MAS CRITICA LEIS SALARIAIS "CRIMINOSAS"
18.10.2017

O governador Pedro Taques (PSDB) descartou a possibilidade de realizar demissões de servidores públicos, como forma de conter as despesas com folha de pagamento do Poder Executivo.

 

Segundo ele, os servidores não podem ser responsabilizados, tampouco penalizados, por leis de carreira “criminosas” aprovadas na administração passada e que impactam nas finanças do Estado.

 

“O Estado tem servidores estáveis e somente nas instituições descentralizadas pode haver plano de demissão. Mas a questão não são os servidores, são as Leis aprovadas de forma irresponsável no passado”, afirmou o governador, durante evento no colégio Presidente Médice, em Cuiabá.

 

O problema não são os servidores, pois eles são a solução. O problema são as leis que foram aprovadas de forma criminosa e irresponsável, para agradar determinados grupos

Taques voltou a dizer que cerca de 100 leis de carreira do funcionalismo aprovadas recentemente ocorreram sem avaliação dos respectivos impactos econômico, orçamentário e fiscal, como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

 

“O problema não são os servidores, pois eles são a solução. O problema são as leis que foram aprovadas de forma criminosa e irresponsável, para agradar determinados grupos. E agora estamos pagando isso aqui. Mas temos certeza de que vamos superar essa crise”, disse.

 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade