FóRUM SINDICAL é CONTRA PEC DO TETO DE GASTOS E GOVERNO ADMITE AJUSTES, MAS NãO ACEITA RETIRAR DA AL
19.09.2017

A revisão dos incentivos fiscais, a cobrança dos maus pagadores do fisco, a taxação do agronegócio e redução nos repasses dos poderes Legislativo e Judiciário, estão entre as pedidas sugeridas pelo Fórum Sindical ao governo de Mato Grosso, para não implementar a PEC do Teto de Gastos, com vigência nos próximos 10 anos.

A sugestão foi apresentada pela cúpula dos dirigentes sindicais durante reunião, nesta segunda-feira (18), no Palácio Paiaugás, com o secretário José Adolpho Avelino Vieira, da Casa Civil, e equipe econômica da gestão do governador José Pedro Taques (PSDB).
 
“Se há necessidade de controle dos gastos, que o servidor não seja penalizado. Certamente existem outras alternativas, como taxação do agronegócio, debate sobre redução de repasses aos poderes, controle dos incentivos fiscais com maior eficiência, entre outras”, observou o presidente Sindicato dos Trabalhadores da Polícia Civil de Mato Grosso (Siagespoc), Cledison Gonçalves da Silva, atual coordenador do Fórum Sindical.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade