MPE NEGA TER SOLICITADO PRISãO DE SECRETáRIO DE SAúDE; ATO 'FOI DECRETADO DE OFíCIO PELO JUIZ'
22.09.2017

O Ministério Público Estadual (MPE) negou ter solicitado a prisão do secretário de Estado de Saúde (SES) Luiz Soares. O posicinamento do órgão foi apenas pelo afastamento do cargo, por desobediência a ordem judicial. O flagrante foi cumprido na manhã desta sexta-feira (22), por decreto de ofício assinado pelo juiz de Canaã do Norte Fernando Kendi Ishikawa.

“Informamos que a prisão do secretário de Saúde foi decretada de ofício pelo juiz de Nova Canaã do Norte. A Promotoria de Justiça do referido município havia solicitado apenas o afastamento do gestor em razão do mesmo ter descumprido por reiterada vezes decisão judicial referente ao fornecimento de medicamento a um determinado paciente”, informa a nota divulgada na manhã de hoje (22) pelo MPE.

O órgão ministerial acrescenta que “o mandado de prisão também não foi cumprido pelo Gaeco”.

O Governo do Estado disse que deverá se posicionar sobre a prisão do secretário através de nota, assim como a assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde (SES).

A Procuradoria Geral do Estado, sob o comando de Rogério Gallo, tenta soltar o secretário.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade