“MINISTéRIO PúBLICO QUER SER O MEDIADOR DE QUALQUER CRISE INSTITUCIONAL”, AFIRMA SECRETáRIO GERAL DO MP
07.02.2018

O promotor Arnaldo Justino da Silva, secretário geral do Ministério Público do Estado, afirmou durante a abertura dos trabalhos de 2018 da Assembleia Legislativa de MT, nesta terça-feira (6), que o MP quer ser o mediador das crises institucionais do poder público. Ele classifica como imprescindível o respeito às leis e às instituições. E defende que todos detêm a sua cota de sacrifício para melhorar o bem comum.

Leia mais:
Taques pede paciência a poderes de MT e diz que contingenciamento precisa ser debatido
 
Arnaldo Justino representou no evento o procurador geral Mauro Curvo, que não pôde comparecer. “O Ministério Público defende a democracia e a cidadania. E deseja ser mediador de qualquer crise institucional”, sugeriu ele durante entrevista, numa resposta indireta ao governador José Pedro Taques (PSDB), que propôs o Pacto por Mato Grosso e o contingenciamento de 20% dos duodécimos dos poderes até abril de 2018.

O promotor ainda disse que para o bom funcionamento da democracia a lei deve ser respeitada, no entanto, ele não é a favor de interpretações radicais.

“Nós temos que respeitar as leis, e todos têm que dar a sua contribuição. Muitas vezes você tem que interpretar a lei de forma que ela seja melhor para o convívio e boa para as pessoas viverem, se você for radical na hora de interpretar a Lei você acaba, em determinado momento, destruindo a própria sociedade”, aifrmou.

O promotor afirmou que o Ministério Público está a disposição das instituições para que Mato Grosso consiga superar a crise.

“Eu sonho com um Estado de Mato Grosso melhor, como todos vocês sonham, para isso todos têm que dar a sua contribuição. Nós estamos em um momento de crise econômica, e neste momento é muito difícil para as instituições se relacionarem. O Ministério Público está à disposição de todas as instituições. O Ministério Público quer ser o mediador de qualquer crise institucional e nós faremos sempre o que for melhor para a população”.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade