MAX RUSSI APROVEITA CARNAVAL PARA CONSULTAR GRUPO SOBRE SAíDA DO PSB; MIGRAçãO PARA DEMOCRATAS NãO é CONSENSO
15.02.2018

Depois de ter o seu ingresso dado como certo no Democratas, o secretário-chefe da Casa Civil, deputado Max Russi (PSB), revelou que ainda não há consenso no seu grupo político. A única certeza é a defecção do PSB, após a rasteira aplicada pelo Diretório Nacional na antiga Executiva de Mato Grosso.
 
Embora não assuma publicamente, a decisão de estar no mesmo palanque que o governador José Pedro Taques (PSDB) e o provável ingresso do ex-prefeito Mauro Mendes, no DEM, para disputar o governo de Mato Grosso, pesam na decisão do chefe da Casa Civil. “É certo que eu saio do PSB. Isto está 100% certo! E agora no mês fevereiro estou me reunindo com todo o meu grupo político: prefeitos, vereadores e líderes de diferentes segmentos”, observou ele.Na semana anterior ao carnaval, Max aparecia na lista do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (PSB), como nome certo na migração do grupo para o DEM.

 
Max Russi se considera na obrigação de consultar aqueles que sempre o seguiram. “São pessoas que me apóiam, no interior de Mato Grosso. Aproveitei aproveitar o período de carnaval para dar início às discussões e que, ao final [de março] possa tomar a decisão, em conjunto, sobre qual o melhor caminho”, argumentou ele, para a reportagem do Olhar Direto.
 
O secretário da Casa Civil revelou que, além do Democratas, possui convites de mais seis partidos, com ênfase para o PSDB e o PRB, onde chegaria como tapete vermelho. “Não é somente convite do DEM [para ser analisado]. Temos convites formais do PSDB e convite para o PRB, que são interessantes, além de vários outros convites. E vou discutir com todos”, justificou o deputado licenciado do PSB.
 
No entanto, Russi admite que não há consenso, em seu grupo. “Lógico que não vai haver o consenso.  Mas vamos decidir para ver qual é o melhor caminho, para que possa novamente colocar meu nome para deputado estadual”, emendou ele. “O meu projeto é 100% [reeleição de] deputado estadual”, alertou Russi, para reportagem do Olhar Direto.
 
Sobre os boatos de dificuldades com líderes do DEM, na região Sul de Mato Grosso, Max desmente. “Não existe dificuldade com o DEM, no Sul. Existe um grande líder, ex-prefeito Roland Trentini [de Alto Garças], foi meu vice no Consórcio Regional de Saúde.  A gente conversa tranquilamente”, resumiu Max Russi.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade