“DEM é DESVALORIZADO COM TAQUES; OPOSIçãO ESTá DE PORTAS ABERTAS”
01.03.2018

A deputada estadual Janaina Riva (MDB) afirmou que a oposição está de “portas abertas” para o Democratas (DEM) caso a sigla rompa com o governador Pedro Taques (PSDB) e decida lançar candidatura ao Governo do Estado nas eleições deste ano.

 

Entre os nomes em potencial estão o do ex-senador Jaime Campos e do ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes, que se filia em março.

 

“Existe um sentimento de pessoas ligadas ao Jaime, como o Julio Campos, que não acredita na candidatura do governador Pedro Taques. Não acredita na viabilidade do nome, acha que a rejeição é muito grande”, disse Janaina.

 

“Então, se o DEM romper com o governador, a oposição está de portas abertas. E da mesma forma acredito que o DEM esteja para a oposição”, afirmou.

 

Para a líder da oposição, o partido está desvalorizado pelo governador Pedro Taques desde o início da gestão. Ela acredita que em seu grupo, Jaime e Julio Campos terão mais espaço.

 

Existe um sentimento de pessoas ligadas ao Jaime, como o Julio campos, que não acredita na candidatura do governador Pedro Taques

Na visão de Janaina, não dar vez ao DEM, foi “burrice política” de Taques.

 

“O DEM foi desvalorizado no decorrer do mandato do governador. Eles nunca tiveram espaço de expressão dentro da gestão. Desprezar uma força como o DEM é burrice política, porque hoje, dentro do Estado, são consolidados. Tem base em todos os Municípios, sem falar que tem o comando da segunda maior cidade, que é Várzea Grande”, disse.

 

“Sem contar a experiência política do Jaime e Julio. E isso a gente valoriza do lado de cá, tanto é que nunca deixamos de conversar com eles, mesmo estando ao lado do governador”, afirmou.

 

Sem W.O.

 

Para Janaina, o cenário político está zerado, em especial com a desistência do ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP) em não ir à reeleição do cargo de senador.

 

Ela, entretanto, disse não acreditar que Taques possa vencer a eleição por ‘W.O‘, que é a vitória por ausência de adversário.

 

“O que a gente vê é que está tudo indefinido. Não existe isso de candidatura única. Inclusive, você vê muita gente de stand by. Acho que vai ser muito difícil, nesta eleição, isso que estão falando de W.O. Isso está fora de cogitação”, disse.

 

“Até a candidatura do Procurador Mauro, uma candidatura única, se viabiliza. Não dá para se ignorar. Mais da metade da população está insatisfeita com o atual cenário. E eles [o grupo de Taques] têm noção disso”, completou.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade