PARTIDOS ‘DESAPARECEM’ NA AL, DEPUTADOS SE DIVIDEM EM TRêS BLOCOS E NEGAM PRESSãO NO GOVERNO
21.02.2018

Não existem mais partidos políticos na Assembleia Legislativa de Mato Grosso. As siglas desapareceram e deram lugar a três blocos: Integração, com 14 membros; Independente, com oito parlamentares; e Oposição, os mesmos quatro de antes. As análises de bastidores daqueles que acompanham o dia-a-dia, no Edifício Dante de Oliveira, interpretam que os blocos vão servir para pressionar o governador José Pedro Taques (PSDB), enquanto outras correntes avaliam como ensaio pré-eleitoral.
 
A Mesa Diretora explicou que os blocos têm validade para o último ano legislativo da 18ª Legislatura, que se encerra em fevereiro de 2019. 


Embora a Mesa Diretora esteja de posse dos requerimentos, ainda são possíveis alterações na formação dos blocos. O líder do governo e do Bloco Integração na Assembleia, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), em princípio, apresentou 14 assinaturas de deputados para compor o bloco da base do governo estadual. Todavia, os deputados Wagner Ramos (PSD) e Wancley Carvaho (PV), também tinham assinado requerimento do bloco Independente.
 
“Os deputados Wagner Ramos e Wancley Carvalho já protocolaram a desistência do bloco Independente e vão continuar no Integração. Assim, confirmamos 14 deputados e ainda esperamos que mais alguns colegas se juntem ao grupo”, afirmou o líder do bloco e do governo na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).
 
A deputada Janaína Riva (MDB) apresentou à Mesa Diretora a composição do bloco Oposição, com os deputados Valdir Barranco (PT), Allan Kardec (PT) e Zeca Viana (PDT), além dela própria. “Vamos nos manter na oposição com o respaldo da população. Não temos meio termo”, enfatizou a filha do ex-deputado José Riva.
 
O deputado Oscar Bezerra (PSB) confirmou a presença de oito assinaturas no bloco denominado Independente e afiançou que não foi informado da desistência ou alteração de nenhum membro. Bezerra se referia a Wagner Ramos e Wancley Carvalho.
 
Como a conta não fecha, uma vez que a Assembleia Legisaltiva  é composta por 24 parlamentares e a soma dos três blocos, resulta em 26, o presidente Eduardo Botelho (PSB) solicitou que os deputados que estiverem em dois grupos manifestem seus posicionamentos.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade