WILSON AVISA QUE TAQUES NãO ESTá MORTO E PREVê ALIANçA COM DEM
21.03.2018

O secretário de Cidades e deputado estadual licenciado, Wilson Santos (PSDB), avisou que o governador Pedro Taques (PSDB) “não está morto” políticas como pregam alguns possíveis adversários nas eleições de 2018. Para Wilson, a oposição “não terá vida fácil”. “Não pensem que a candidatura à reeleição do Pedro Taques é algo fácil de ser batido. O povo vai ter que decidir por quem, de fato, fez por Mato Grosso sucedendo um governo catastrófico e louco e que tem consistência em provar o que fez”, garantiu.

Wilson afirmou que o período eleitoral ainda está se iniciando. Ele afirmou que chegará o momento do atual governador apresentará suas realizações a população.

Para o tucano, a partir deste momento, a gestão será reconhecida. “O Pedro é competitivo porque muitas verdades ainda virão à tona. Esse é o governo que mais investiu em segurança, educação, saúde e agora querem jogar tudo isso fora?”, desafia. 

Entre os fatos a mostrar, segundo o tucano, estão as “melhorias” na Saúde Pública do Estado. “O governo que mais construiu hospitais e leitos de UTIs no Estado foi Pedro Taques. Ele fez mais leitos de UTIs do que os últimos três governadores juntos. Foram 204 leitos. Muita gente fez parceria com Pedro e ficou com a fama”, assinalou.

Sobre a movimentação de partidos que eram aliados e agora "namoram" a oposição, o tucano crê que o diálogo ainda será feito. “Eu não acho que há ingratidão. E estamos em um período onde há muita poeira levantada, muitas nuvens, e quando essas nuvens baixarem, muitas dessas lideranças estarão com o Pedro”, previu.

Por exemplo, o DEM, segundo Wilson, não está totalmente fora do grupo governista. Apesar das críticas do ex-governador Júlio Campos (DEM), que já declarou como inviável a repetição da aliança de 2014, o secretário de Cidades coloca que outras lideranças do partido não têm o mesmo posicionamento. “Você não ouve o ex-senador Jaime Campos fazer críticas a Pedro Taques, você não ouve a prefeita Lucimar Campos criticar o governador, só o Júlio Campos. Outro governador que fez mais por Várzea Grande, eu não conheço. Nós recapeamos 25 bairros em Várzea Grande com custo de R$ 8 milhões e o Pedro colocou R$ 6 milhões do Estado”, explica.

Wilson informou ainda que Júlio Campos e Pedro Taques devem se encontrar no dia 8 de abril, durante inauguração da reforma do Complexo Turístico da Salgadeira. O ex-governador, responsável pela inauguração do complexo na década de 80, foi convidado para prestigiar o evento. “O Júlio foi um grande governador. Vamos inaugurar no dia 8 de abril o complexo Turístico da Salgadeira. Já liguei para ele e disse que o Pedro pediu para que ele confeccionasse a placa dele de inauguração. O governador Pedro quer colocar ao lado da placa do governador Dante, que fez a reforma em 98. Vão ficar três placas, do Júlio que construiu o complexo, do Dante que reformou em 98 e do Pedro que ampliou e reformou agora”, concluiu.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade