CONCURSADOS COBRAM NOMEAçãO EM MT
22.03.2018

A partir de uma intermediação do professor e deputado Allan Kardec (sem partido), a Assembleia Legislativa recebeu, nessa quinta-feira (22), aprovados nos mais recentes concursos da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e Perícia Oficial e Identificação Técnica do Estado de Mato Grosso (Politec).

Os aprovados foram recebidos na presidência da Assembleia Legislativa pelo presidente da Casa, Eduardo Botelho (PSB). Ele prometeu levar a reivindicação das categorias ao governo do Estado.

“Esse encontro foi importante para que essa luta chegará ao governo e vamos continuar mobilizados para mostrar nossa força e a necessidade de nomear os aprovados”, afirma Allan, ao alegar que o Estado apresentou crescimento de receita. “Além do mais, devemos reduzir os contratos temporários e fazer justiça com os que dedicaram tempo de estudo, fortalecendo o funcionalismo”, completa o deputado que tem lutado também para o chamamento dos aprovados no concurso da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) e fim da cláusula de barreira para formação do cadastro de reserva da pasta.

Botelho afirmou que na semana que vem deve ter uma resposta para apresentar aos aprovados. “Devemos estar cientes que o governo tem limitações financeiras e a situação não é fácil. Não se nomeia de imediato apenas porque não quer, porém, vamos ver se é possível apresentar um cronograma de chamamento”. Essa é uma das alternativas apresentadas pelos aprovados.

Lucas Francisco da Silva, aprovado no concurso de Agente do Sistema Penitenciário (Agepen), ressalta que a angústia de não ter previsão de nomeação é o que mais preocupa. “O governo aumentou investimentos no policiamento ostensivo, aumentou a população carcerária em 30% desde 2016, chegando a 11.300 presos, mas o número de quem cuida dos presos é praticamente o mesmo”.

Segundo ele, o concurso de Agepen conta com 1.301 aprovados enquanto a Sejudh conta com 1.029 cargos vagos, mas admite chamar apenas 160. Profissionais do nível superior aprovados, como advogados, também compareceram à reunião. O grupo abrange ainda psicólogos, enfermeiros, entre outros.

No caso da Politec, são 127 aprovados para o cargo de papiloscopista e 42 para técnico em necropsia. A Secretaria de Segurança Pública (Sesp) admite, no entanto, convocação neste ano de apenas 30 papiloscopistas e 22 técnicos de necropsia.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade