PINHEIRO E GESTORES TRAçAM DIRETRIZES ESTRATéGICAS PARA ALAVANCAR O DESENVOLVIMENTO DA CAPITAL
22.03.2018

Aumentar os indicativos da Capital, garantindo um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) superior, está intimamente ligado ao planejamento estratégico desenvolvido pela Prefeitura de Cuiabá. O plano de ação, que determina todas as iniciativas a serem empregadas a fim de gerar resultados, foi debatido pelo prefeito Emanuel Pinheiro, o vice Niuan Ribeiro e seus respectivos gestores durante uma reunião, nesta quarta-feira (21). O encontro foi marcado pela presença do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e por um conselheiro da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), que atuarão como agentes orientativos na busca de uma governabilidade firmada em políticas públicas eficazes.

“Temos um compromisso com a nossa população e a gestão pública pertence a povo. É por isso que precisamos planejar cada uma de nossas ações, considerando as necessidades mais latentes existentes em todos os bairros presentes. Este modelo de ação projetado é consolidado em um extenso estudo da cidade, onde sinalizamos - junto ao munícipe - quais os gargalos, fraquezas e ausências presentes em Cuiabá. E com o auxílio do nosso TCE, alçaremos voos altos, em direção à Capital tricentenária, onde os serviços públicos são ofertados com presteza, gerando resultados genuínos. O Programa de Desenvolvimento Institucional (PDI) é a nossa bússola norteadora, que indica todos os caminhos a serem tomados, para que possamos aprimorar nossos indicativos de maneira prática. Queremos reduzir consideravelmente o índice de mortalidade infantil, à medida que aumentamos o alcance da rede básica de ensino ao cidadão, diminuindo também os níveis de evasão escolar. Aliado a isso, seguiremos adiante com nosso ousado programa de asfaltamento, trazendo um novo significado às famílias que atualmente se encontram abandonadas em meio ao pó. Temos objetivos específicos e com o acompanhamento devido, gentilmente ofertado pelo órgão de controle junto à UFMT, transformaremos a vida do povo cuiabano”, afirmou Pinheiro.

Estabelecer o projeto de alfabetização da população de 15 anos ou mais, requalificar o Morro da Luz, ampliar a coleta de resíduos sólidos e promover uma política habitacional para a parcela mais carente. Essas são algumas das metas estabelecidas no planejamento estratégico, que compreende os anos de 2017 a 2023. Proporcionar uma qualidade de vida melhor, englobando todas as áreas que competem ao município, é o grande desafio, conforme pontuou José Marcelo Perez, auditor público Externo do TCE. Para o gestor, as atribuições são de grande porte e é fundamental que o município possa contar com o amparo das agências reguladoras nesta missão, a fim de que o crescimento da cidade ocorra em conformidade com a legalidade, alcançando toda a população.

“O desenvolvimento de Cuiabá é o grande desejo de todos nós e o Tribunal de Contas está aqui para ser esse parceiro na busca por uma cidade ordenada, que cresça com seus índices cada vez mais promissores. Queremos que a população perceba os reflexos da prestação do serviço público e isso só é possível mediante a condução adequada deste plano de ação. E nós estamos aqui, ao lado da UFMT, para acompanharmos e orientamos todo esse processo. A equipe do PDI da Prefeitura tem feito um excelente e árduo trabalho, que atravessou todo um ano projetando todas as necessidades e medidas cabíveis para solucionar os problemas que a cidade possui. E juntos, buscaremos todas as respostas adequadas para que o nosso povo seja impactado por uma cidade diferente, com uma infraestrutura de qualidade, atendimento eficaz e condições sociais propícias para que todos tenham oportunidades igualitárias”, revelou.                                          

O acompanhamento das instituições junto à Capital é o reflexo de um projeto muito maior, que atualmente abrange 24 municípios em todo o estado de Mato Grosso. Com o apoio de 13 conselheiros, estas cidades têm sido orientadas mediante o vasto conhecimento de professores universitários doutores e mestres. Com a expertise analítica sobre a administração pública, estes docentes estão auxiliando os gestores municipais com um método de gestão estratégica, que engloba aspectos como a determinação de uma identidade organizacional, análise de ambiente, posicionamento tático e outros atributos, que visam atingir o cumprimento do plano de ação proposto.

“Nossa perspectiva de atuação concentra-se no apoio à gestão pública, ao prefeito e - obviamente - à sua equipe. Como um representante da UFMT, estou aqui para organizar e orientar os servidores envolvidos neste processo, para que todo o planejamento cuidadosamente projetado dê certo de maneira prática. A fase de implementação é extensa, demanda apoio e nós queremos contribuir diretamente para a execução dessas propostas. Utilizando todos os estudos e fundamentos adquiridos ao longo da nossa carreira acadêmica, exerceremos o papel de guias institucionais, que vão colaborar com seu raciocínio para que pensemos em alternativas viáveis que permitam a Prefeitura obter seus objetivos finais. Eu serei um agente participativo para o município, alguém com quem eles poderão contar na condução apropriada desta missão, que é tornar Cuiabá uma cidade tricentenária, que inspire desenvolvimento urbano, econômico, estrutural e social”, concluiu Renato Neder, professor do Departamento de Administração da UFMT.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade