EX-GOVERNADOR CHAMA TAQUES DE "TROçO"; DEM DEIXA BASE E QUER UNIR COM OPOSIçãO EM MT
15.03.2018

O ex-governador de Mato Grosso e uma das principais lideranças do Democratas no Estado, Júlio Campos, teceu duras críticas ao governador Pedro Taques (PSDB) na manhã desta quinta-feira. O discurso de Campos sinaliza o rompimento definitico do DEM, que pode lançar candidatura própria ao Palácio Paiaguas contra o atual chefe do executivo.

Durante evento em que o ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciou investimentos no campus da UFMT em Várzea Grande, Campos foi questionado se o melhor caminho para Taques era desistir de concorrer a reeleição e pleitear uma caga ao Senado. “Eu não falo absolutamente nada sobre o Pedro Taques. Aquele troço ali é um fenômeno diferente. Então, não é bom a gente dar conselho para quem não quer ser aconselhado né”, disparou.

Campos lembrou que diversas lideranças de expressão que apoiaram a eleição de Taques em 2014 foram “deixadas de lado”. Entre os nomes, citou os ex-prefeitos de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (PSB); Rondonópolis, Percival Muniz (PPS), e o deputado estadual Zeca Viana (PDT), entre outros. “É um Governo pessoal, particular, fechado, sem dar bola para ninguém”, disparou.

Um dos partidos que compõe a base aliada do atual chefe do executivo estadual, o DEM aponta que tomará um caminho diferente nas eleições deste ano. O partido tem como opção lançar o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, para a sucessão estadual.

O secretário de Assuntos Estratégicos de Várzea Grande, ex-senador Jayme Campos, também é uma opção para disputar o Palácio Paiaguas. Porém, mesmo que não lance candidato próprio ao Governo, Júlio Campos entende que o DEM deve continuar em caminho oposto ao de Pedro Taques.

Ele colocou que o partido pode até apoiar a eventual candidatura do senador Wellington Fagundes (PR). "A maioria defende a candidatura própria. Mas já há um grupo de pessoas que defende que, se houver coligação, a preferência é por Wellington Fagundes", disse Campos, que ressaltou que o compromisso do DEM com Pedro Taques se encerrou com a entrega da liderança do Governo por parte do deputado estadual Dilmar Dal Bosco.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade