TAQUES DIZ NãO FAZER JOGUINHO E REVELARá NA ELEIçãO MOTIVOS POR PERDER ALIADOS EM MT
12.04.2018

O governador Pedro Taques (PSDB) afirmou que perdeu alguns de seus aliados no primeiro mandato, segundo ele, por não concordar com determinados pedidos e propostas feitas. Segundo o chefe do executivo estadual, os fatos serão revelados no período eleitoral.

Taques esteve no Jornal do Meio Dia, da TV Vila Real, onde não confirmou se será candidato a reeleição. Ele também se defendeu dos ataques feitos por ex-aliados.

O governador comentou que revelará quais seriam estes pedidos e propostas independente de ser candidato ou não. “Muitas vezes eu não atendi determinados pedidos ou não concordei com determinadas propostas. Isso será revelado no momento da eleição. Se eu for candidato ou não, isso será revelado”, afirmou Taques, ao ser questionado sobre a debandada de seus antigos aliados como por exemplo os ex-prefeitos de Cuiabá, Mauro Mendes (DEM); Lucas de Rio Verde, Otaviano Piveta (PDT); e Rondonópolis, Percival Muniz (PDT)..

Pedro Taques falou que uma parte significativa da classe política não gosta dele por não ceder as pressões. Sem citar nomes, ele alfinetou os políticos de oposição e seus ex-aliados, insinuando que eles teriam proposto algo grave, que ele chama de jogo político. “Converso bastante. Fico até rouco de tanto conversar, só que de determinadas conversas, eu não quero participar. Não me fazem bem e eu não participo. Por que uma parte até significativa da classe política não gosta muito do Pedro Taques? Essa pergunta o cidadão tem que fazer, porque eu não faço esquemas, não faço joguinhos. Administro o Estado focado. Não quero identificar quem quer que seja. Só estou dizendo que eu não faço, não fiz e não farei o jogo político. Graças a Deus”, desabafou.

Ao ser questionado sobre a possível existência de dossiês contra políticos da oposição, como o senador Wellington Fagundes (PR) e a deputada estadual Janaina Riva (MDB), além de ex-aliados, como Mauro Mendes, Taques negou a existência condenando a prática. “Se tem uma coisa que eu não tenho receio, é dossiê. Aliás, quem faz política com dossiê, ameaçando as pessoas, deve ser responsabilizada por isso. Eu nunca participei deste tipo de jogo e digo em público que não participarei”, afirmou.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade