BOTELHO GARANTE QUE PROJETO DE FUNDO DE ESTABILIZAçãO SERá ENCAMINHADO à AL NA SEGUNDA
20.04.2018

O governo irá encaminhar o projeto de criação do Fundo Emergencial de Estabilização Fiscal (FEEF) à Assembleia Legislativa na próxima segunda-feira (23), sem falta. A informação foi confirmada pelo presidente do legislativo estadual, deputado Eduardo Botelho (DEM), que também garantiu que a arrecadação será destinada exclusivamente para a saúde.

Leia mais
Fagundes vê Taques abandonado por companheiros e trocando acusação com aliados


O parlamentar declarou ter tido uma reunião com o secretário-chefe da Casa Civil, Julio Modesto e com o secretário de Fazenda, Rogério Gallo, que garantiram o envio do texto para o legislativo após o fim de semana.  

“Tive uma reunião ontem com o secretário da Casa Civil, junto com o secretário da Fazenda e ficou definido que eles vão mandar este projeto na segunda-feira sem falta para ser protocolado na Assembleia”, afirmou o deputado em entrevista à Rádio Capital FM na manhã desta sexta-feira (20).

O deputado também garantiu que o governador aceitou a proposta de destinar o fundo para ajudar a suprir os gastos com a saúde, fato que em sua opinião será bem visto pelos parlamentares.   

“Eu fiz um apelo ao governador. Disse à ele que não tinha clima para ser votado e que se ele mandasse um projeto específico para a saúde, ai sim existe a possibilidade de discutimos ele. O governador concordou e o projeto vai especificamente para a saúde”, explicou.

O objetivo inicial do governador era angariar R$ 500 mil para ajudar o Estado no pagamento de dívidas e ter fluxo de caixa. Porém nem todos os segmentos empresariais concordaram com a proposta e o valor caiu para R$ 180 mil.
O projeto foi apresentado no inicio dos trabalhos legislativos deste ano pelo próprio Pedro Taques.

Vetos

O deputado também afirmou que o projeto terá dificuldade de ser votado pelo menos nas próximas semanas por causa dos vetos. “O sobrestamento de pauta por conta de veto é algo antigo dentro da Assembleia. Nós temos algo em torno de 30 vetos. Temos que começar a votar. Eu estou ligando para cada deputado, pedindo para fazer um compromisso para fazermos na semana que vem um mutirão para votarem esses vetos".

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade