SECRETáRIO CONFIRMA VALTENIR FORA DO PSB
09.04.2018

Assumindo a presidência do Partido Socialista Brasileiro (PSB) em Mato Grosso nesta segunda-feira (9), o deputado estadual Max Russi aguarda a saída de alguns correligionários para, partir de então, começar as articulações com as lideranças municipais e começar a organizar a chapa que disputará as eleições deste ano. Isso porque Max confirmou a saída de seu antecessor no comando da legenda, o deputado federal Valtenir Pereira, que, segundo ele, já está de volta ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e, com isso, deve levar também aliados do partido socialista. “Nós estamos esperando pra ver quem vai sair do partido, ver quem tem compromisso com o partido pra ver realmente quem vai ficar e a gente poder fazer a conversa”, disse Russi ao Gazeta Digital, nesta segunda-feira (9). Ao recolocar o partido na base do governador Pedro Taques após 9 meses de comando de Valtenir, Max Russi obteve filiações de novas lideranças, como do ex-secretário adjunto na Casa Civil e ex-deputado Carlos Brito; do empresário Alan da Top Gás, de Várzea Grande e da ex-candidata a vice-prefeita de Rondonópolis na chapa do ex-governador Rogério Salles (PSDB), Marildes Ferreira. “A gente conseguiu filiar bastante gente nesse finalzinho [da janela partidária]”, contou. Com isso, o objetivo do PSB em Mato Grosso, a partir de agora, é apoiar a reeleição do governador Pedro Taques, eleger 3 deputados estaduais e um deputado federal, em outubro deste ano. Os nomes que concorrerão a esses cargos, além do próprio Max Russi (que vai buscar a reeleição) estão sendo articulados no interior do estado. “Nós estamos trabalhando para federal o ex-prefeito de Dom Aquino Josair Lopes, que renunciou ao cargo para ser candidato. Nós também temos a Marildes, de Rondonópolis, que foi candidata a vice-prefeita do Rogério [Salles], tem também o Max Campos representando os servidores públicos. Estamos organizando a chapa”, explicou o presidente. Questionado sobre as interferências da executiva nacional do PSB no comando da legenda em Mato Grosso, desde que o ex-presidente estadual, o deputado federal Fábio Garcia e todos os demais diretores foram destituídos, em meados do ano passado, quando nomeou Valtenir para o cargo, Max Russi se disse tranquilo e destacou a atuação da direção nacional. “O PSB é um dos maiores partidos do país, nós temos o 6º melhor tempo de TV, temos uma bancada forte no Congresso Nacional, filiamos o Joaquim Barbosa sexta-feira pra ser pré-candidato nosso à Presidência da República. Então, é um partido que está bem consolidado. Vamos disputar o governo em mais de 10 estados, candidaturas reais à reeleição, o PSB assumiu o governo de São Paulo agora, com o Márcio França. Então, a direção nacional está conduzindo da melhor maneira, vamos fazer a maior bancada na Câmara Federal e também eleger um número bom de governadores”, avaliou. O novo presidente do PSB em Mato Grosso ainda pretende organizar um grande ato de filiação simbólico para recepcionar os novos membros e organizar um evento com a presença do pré-candidato à Presidência da República, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade