POLICLíNICA FALTA PRODUTOS BáSICOS DE HIGIENE
22.05.2014

policlinicapascoalramos.jpg

 

A Policlínica do Pascoal Ramos, Dr. Silvio Curvo, foi vistoriada pela Defensora Pública Silvia Maria Ferreira, responsável pela área de saúde na Coordenadoria de Ações Comunitárias. Foram identificados diversos problemas, entre estruturais e ausência de medicamentos e mão de obra.

Conforme informações, a policlínica, que funciona 24h por dia, não conta com materiais básicos para atendimento aos pacientes, como agulhas, escalpes, além de medicamentos como analgésicos e antitérmicos, essenciais para o funcionamento da unidade de saúde.

Outro ponto observado pela Defensora Pública diz respeito à falta de materiais de higiene, como papel higiênico, sabonete, água sanitária, entre outros.

Os banheiros são utilizados tanto por mulheres quanto por homens, trazendo muitas vezes constrangimento aos pacientes do local. Além disso, as paredes apresentam infiltrações. Na sala de medicação, até mesmo um ralo foi encontrado entupido, fazendo com que a água suja volte à superfície, levando mal cheiro e risco de contaminação.

Durante a visita da Defensora, uma paciente reclamou que há alguns dias tenta obter o resultado de um exame feito na unidade de saúde, mas a impressora do local permanece sem tinta, impossibilitando que um médico prescreva o tratamento adequado a ela.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade