CAMINHONEIROS ‘INVADEM’ CUIABá EM PROTESTO CONTRA ALTOS IMPOSTOS E SEGUEM PARA O PALáCIO PAIAGUáS
24.05.2018
Os caminheiros que bloqueiam diversos pontos de rodovias federais em Mato Grosso invadiram Cuiabá na tarde desta quinta-feira (24). Os manifestantes, que antes estavam concentrados em pontos estratégicos das BRs, decidiram estender o movimento e trazer as ‘reclamações’ para dentro da cidade. O Palácio Paiaguás será o destino dos motoristas.

Leia mais:
Combustível pode acabar nesta quinta em postos de Cuiabá; cinco cidades com escassez

O presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas no Estado de Mato Grosso (Sindmat), Eleus Vieira de Amorim, confirmou a informação ao Olhar Agro & Negócios: “Estamos saindo do Distrito Industrial, passaremos pela avenida Fernando Corrêa da Costa e vamos parar em frente ao Palácio Paiaguás em carreata”.
 
Alguns donos de postos da Grande Cuiabá informaram ao Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis de Mato Grosso (Sindipetróleo) que o estoque de combustível pode se esgotar ainda nesta quinta-feira (24). Em pelo menos cinco cidades do interior do Estado, já há falta de produtos.
 
Os caminhoneiros estão passando dia e noite nos pontos de bloqueio. A comida e água que recebem, são de doações. Além disto, acrescentaram que só pretendem desmobilizar o movimento quando o problema for resolvido.
 
Na manhã desta quarta-feira, o presidente Michel Temer se reuniu com ministros para discutir a greve dos caminhoneiros, que acontece em todo o país. A conversa ocorre no dia seguinte ao anúncio da Petrobras de redução de 10% no valor do diesel nas refinarias por 15 dias. Com esta decisão, o governo espera conseguir negociar com o movimento dos caminhoneiros, que se queixam do preço final do diesel.
 
Em razão da greve dos caminhoneiros que paralisaram o transporte e o consequente bloqueio nas bases de distribuição, o abastecimento nos postos está comprometido. Com a falta de produto em alguns estabelecimentos, os usuários passam a procurar outros. Além disto, o medo de que acabe o combustível também aumenta a demanda, o que pode esgotar todas as reservas dos postos.
 
Em Sorriso, por exemplo, há um posto com fila de veículos e o abastecimento só vai durar por mais uma hora. Em muitos estabelecimentos no interior há apenas óleo diesel nos tanques. Há confirmações de postos sem produtos em Tapurah, Primavera do Leste, Nova Xavantina, Diamantino e Juína.
 
A mobilização foi proposta pela Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) e iniciou na manhã desta segunda-feira (21). Em razão dos pesados impostos e do baixo valor dos fretes, a categoria afirma que enfrenta uma grave crise e articula ações em todo o país para evidenciar o descontentamento com a atual política econômica. A PRF mantêm o diálogo com os caminhoneiros.
COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade