MAURO PREVê NOVAS OPERAçõES E ALERTA QUE TAQUES DEIXARá DéFICIT DE R$ 3 BI EM MT
25.05.2018

O Partido Republicano da Ordem Social (PROS) reuniu na noite desta  quarta-feira os pré-candidatos a deputado estadual e federal do partido para ouvir o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes, que é cotado para disputar o cargo de governador este ano pelo Democratas (DEM). Na oportunidade, Mauro Mendes fez uma análise da conjuntura que atravessa a política mato-grossense e avaliou o desempenho da gestão do governador Pedro Taques (PSDB).

Ele informou que o DEM encomendou uma pesquisa qualitativa e quantitativa para consumo interno da agremiação. “Diante de tantos casos de corrupção, onde tem havido delações e operações em nosso estado, pode-se dizer que o cenário político atual é de instabilidade. Penso que muita coisa pode ainda acontecer até as convenções partidárias. Vejo também que o atual governador deixou de fazer o dever de casa. Ele assumiu o governo com dívidas na ordem de R$ 800 milhões deixadas pelo seu antecessor, mas hoje as dívidas do seu governo passam da casa de R$ 3 bilhões. Lamentavelmente, devido à falta de uma boa gestão, o nosso estado está vivendo uma das maiores crises nas áreas da saúde, educação e segurança", disse.

Questionado pelos pré-candidatos do PROS se vai ser candidato a governador este ano, Mauro disse que o DEM encomendou uma pesquisa que será entregue ao seu partido até o final do mês. Para ele, essa pesquisa será importante para balizar posicionamentos do DEM e, que é necessária a construção de um programa de governo para apresentar à sociedade, bem como a construção de uma frente de partidos que faz oposição à atual administração.

“Muita gente me pergunta se sou candidato. Tenho dito que mais do que apontar nomes, o mais importante é apresentarmos à sociedade propostas factíveis para reconstruir Mato Grosso. Estamos fazendo isso, e no tempo certo serão apresentadas. Também é muito importante a construção de uma frente oposicionista. Uma coisa é certa: eu vou participar do processo eleitoral, sendo candidato ou apoiando um candidato que não aceita mais esse atual modelo de gestão”, disse Mauro Mendes.

O vereador Dilemário Alencar, presidente do PROS, disse que foi importante os dirigentes e pré-candidatos do partido ouvirem o ex-prefeito de Cuiabá, bem como ter pontuado a ele as propostas do partido para que Mato Grosso melhore nas áreas da saúde, educação, segurança e infraestrutura. O parlamentar pontuou também que o PROS não abre mão de que os servidores públicos sejam respeitados e valorizados pela gestão do futuro governador.

“O Mauro tem em seu currículo a marca de ser um bom gestor. Indubitavelmente, ele foi testado e aprovado pela população quando prefeito de Cuiabá. Penso que foi importante esse diálogo com o Mauro, visto que o sentimento majoritário dos dirigentes do PROS e dos seus pré-candidatos é que o partido apoie um candidato que tenha tido uma experiência exitosa como gestor público”, disse o Dilemário.

O PROS já esteve reunido para ouvir o ex-prefeito de Sorriso, Dilceu Rossatto (PSL) e o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde Otaviano Pivetta (PDT). A agremiação conta com 25 pré-candidatos a deputado estadual, 12 pré-candidatos a deputado federal e pré-candidato ao senado federal, o ex-vereador e secretário municipal de Cuiabá, pastor Osmário Daltro. Em Mato Grosso, o partido conta com 23 vereadores, uma prefeita e dois vice-prefeitos. No Brasil, o PROS tem 11 deputados federais e um senador.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade