JAIME: DEM FARá PESQUISA PARA DEFINIR NOMES AO GOVERNO E SENADO
24.04.2018

O ex-governador Jaime Campos afirmou que o Democratas deve contratar uma pesquisa Ibope, em maio, para definir os nomes que a sigla devem lançar para o Governo do Estado e o Senado.

 

Segundo ele, dentro do partido há quatro virtuais candidatos ao comando do Paiaguás: ele próprio, o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes, o deputado federal Fabio Garcia e o presidente da Assembleia Legislativa Eduardo Botelho.

 

“A partir de maio vamos fazer uma pesquisa. Isso já está definido. Depois dessa pesquisa, eu imagino que o partido vai tomar a decisão. Essa pesquisa vai ser o norte, a bússola para o partido”, disse ao MidiaNews.

 

De acordo com Jaime, o DEM também aguarda decisão de Mauro sobre disputar ou não as eleições. A sigla deu prazo até o dia 20 de maio para que o ex-gestor dê um posicionamento.

 

Estamos aguardando o prazo estabelecido pelo Mauro Mendes. Até 20 de maio ele vai decidir o que vai fazer da vida dele

O prazo, conforme Jaime, foi um pedido feito pelo próprio Mauro, que se filiou ao partido no último mês e, ao menos por ora, faz mistério sobre a possibilidade de encarar as urnas.

 

“Até agora nada. O Mauro está tão quieto quanto água no poço. O DEM, por enquanto, fica do jeito que está. Não tem nada próximo. [O período de] Convenção começa em 15 de julho. Os prazos eleitorais não permitem nem falar em política. Qualquer manifestação antes disso, corre-se o risco de nem conseguir registrar a candidatura. Você pode fazer articulações, agora não pode nem falar que é candidato”, disse.

 

“Até o momento, há três pré-candidatos: Wellington Fagundes, Pedro Taques e o Dilceu Rossato. Mas o DEM está se preparando também para lançar um nome. Temos quatro possíveis candidatos. Mas estamos aguardando o prazo estabelecido pelo Mauro Mendes. Até 20 de maio ele vai decidir o que vai fazer da vida dele”, afirmou.

 

Alianças

 

Segundo o ex-governador, o partido já conta com uma boa quantidade de siglas para uma eventual coligação nas eleições de 2018.

 

Em abril, por exemplo, um almoço reuniu representantes do DEM, PDT, PSD, PRB, Pros, PCdoB, PHS e PP.

 

“A possibilidade de haver uma coligação entre DEM e PDT é muito grande. Mas não só com ele, como outros partidos podem coligar. Não tenho um número exato, mas sei que a simpatia é muito grande”, resumiu Jaime.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade