‘É O ESTILO PEDRO TAQUES DE FAZER POLíTICA’, AFIRMA EX-PRESIDENTE DA AGER SOBRE OPERAçãO; VíDEO
25.04.2018

O ex-presidente da Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Mato Grosso (Ager-MT) Eduardo Moura, um dos alvos da operação da Delegacia Fazendária que investiga fraudes na concessão de transportes esteve na sede da Defaz  nesta manhã e disse estranhar ser um dos investigados, um dia após assinar a carta de manifestos dos ex-aliados do governador Pedro Taques (PSDB).

Leia mais:
Empresário preso pela Defaz pagou R$ 6 milhões de propina a Chico Lima, segundo Silval


“Assumi a Ager em 2016, durante minha gestão não dei nenhuma concessão, pelo contrário, cortei algumas. Então não entendo o que estou fazendo neste processo. Se é reflexo de uma carta que eu assinei ontem, não sei. É o estilo Pedro Taques de fazer política. Espero que não seja”, disse à imprensa.

Moura esteve no governo por dois anos foi um dos 31 ex-aliados que assinaram a carta-manifesto elencando os motivos de terem rompido com Taques para fazerem oposição. Sua residencia foi alvo de busca e apreensão durante a operação da Defaz nesta manhã. 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade