TJ REFORMA DECISãO E INOCENTA EMPRESáRIA ACUSADA DE MANDAR MATAR IRMãOS EM MT
30.05.2018

A Segunda Câmara do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT) aceitou, nesta quarta-feira (30), o recurso em que a empresária Monica Marchetti tentava evitar júri popular. Ela é acusada de ser a mandante dos assassinatos dos irmãos Brandão Araújo Filho e José Carlos Machado Araújo, ocorridos em 1999. 

A “inocência” da empresária ocorreu por 2 votos a 1. O desembargador Pedro Sakamoto, que pediu vista na última sessão do julgamento, votou pelo deferimento do recurso, sendo seguido pelo também desembargador Rondon Bassil Dower Filho, que venceram o relator, Alberto Ferreira de Souza. 

Os desembargadores que acataram o recurso entenderam que não havia indícios suficientes e nenhuma prova concreta da participação de Mônica nos crimes de homicídio. Os crimes foram cometidos pelos ex-policiais militares Hércules Araújo Agostinho e Célio Alves de Souza, “famosos” por praticarem crimes a mando do ex-bicheiro João Arcanjo Ribeiro.

Monica Marchetti é representada no recurso pelos advogados Antônio Carlos de Almeida Castro "Kakay" e Válber Melo.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade