SINDICATO DAS TRANSPORTADORAS PEDE A TAQUES REDUçãO DE 25% DO ICMS SOBRE A GASOLINA
25.05.2018

O Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas do Estado de Mato Grosso (Sindmat) cobrou do governador Pedro Taques redução do percentual de cobrança do ICMS sobre o etanol, diesel e gasolina, esta última em 25%. O pedido foi inspirado na decisão do Estado do Rio de Janeiro, que já reduziu o imposto. Taques já havia dito que Mato Grosso já fez reajustes e que é a União quem deve assumir a responsabilidade, sem causar prejuízos aos estados.

Leia mais:
Caminhoneiros pedem intervenção militar e afirmam que não saem ‘enquanto governo não cair‘; vídeo
 
Em nota, o Sindmat pede que o percentual de cobrança do ICMS para a gasolina seja reduzido em 25% e para o diesel e etanol em 12%. A solicitação foi inspirada no Estado do Rio de Janeiro, que já reduziu a alíquota do ICMS para o mesmo patamar do estado de São Paulo, ficando em 12%. Ao final da nota o presidente do Sindmar, Eleus Vieira de Amorim, pede uma atitude do governador.

Taques já havia afirmado que o Estado já fez readequações e que a responsabilidade agora é da União. O governador disse que estamos sofrendo as consequências da condução equivocada da política macroeconômica da União em períodos passados.

“A União não pode jogar a responsabilidade que é dela sobre os ombros do estado. Os estados já fizeram os seus reajustes fiscais. A União não pode reduzir a contribuição em prejuízos do estado porque nós já fizemos a parte que cabe aos estados. Já temos responsabilidade com os valores desta contribuição”, avaliou.
 
Leia na íntegra a nota do Sindmat:

NOTA DO SINDMAT

O Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas do Estado de MATO GROSSO (Sindmat) vem a público solicitar ao governador Pedro Taques que reduza o percentual da cobrança de ICMS sobre combustíveis dentro das seguintes alíquotas:

1) Gasolina: 25%

2) Etanol: 12%

3) Diesel: 12%

O Governo do Estado do Rio de Janeiro, verificando a grave crise que atravessa o país, já deu o exemplo reduzindo a alíquota do ICMS para o mesmo patamar do estado de São Paulo.

Sabemos que isto é possível, basta o nosso governo melhorar a gestão dos recursos arrecadados pelo estado.

Pedimos ao senhor governador que tenha ATITUDE e ajude a solucionar está crise.
 
Cuiabá MT, 25 de maio de 2018.

Eleus Vieira de Amorim

Presidente do SINDMAT

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade