ROSSATO DESCARTA RECUAR DE CANDIDATURA E PREVê CAMPANHA LIMPA COM “AMIGO” PIVETTA
25.05.2018

O pré-candidato ao Governo do Estado, ex-prefeito de Sorriso Dilceu Rossato (PSL), descartou recuar da sua candidatura. A expectativa é que, após a reunião com a frentinha (PTB, PRTB, PSL, PSDC e PT do B), que acontece nesta sexta-feira (25), em Cuiabá. Além disto, ele projetou uma campanha limpa com o “amigo” Otaviano Pivetta, que também postula o cargo de chefe do Executivo.

Leia mais:
Ausência de Rossato em reunião do PDT não significa afastamento, diz Medeiros
 
“Não vamos recuar de nossa candidatura, converso com todas as pessoas. Temos um segundo turno, acredito que esta eleição irá para lá. Otaviano é uma pessoa do meu relacionamento, meu amigo, da minha região. Que vença quem tiver a melhor proposta. Desejo a ele muito sucesso e tenho certeza que será uma campanha limpa”, afirmou o pré-candidato.
 
Rossato ainda acrescentou que “começamos uma pré-campanha há pouco tempo e estamos chamando partidos para somarem conosco. A reunião é com sete partidos e pretendemos sair daqui com a nossa candidatura totalmente homologada pelos partidos para poder caminhar por este Estado. Precisamos levar nosso trabalho e nome para 80% da população, que ainda não nos conhece”.
 
A promessa do ex-prefeito é apresentar um modelo de gestão diferente, com eficiência. Além disto, ele lembrou dos prêmios que ganhou, por duas vezes, de melhor prefeito de Mato Grosso. Confirmou também que está preparado para o embate, discussão e se diz pronto para mostrar quem tem o melhor potencial e proposta.
 
“Mato Grosso cresce de qualquer forma, com ou sem políticos, mas com pessoas capazes, potencializa. A riqueza da soja proporciona vida melhor para todos. O município de Sorriso é onde a população é rica, mas a prefeitura não. Vamos criar planos junto aos prefeitos, porque precisamos de todos, queremos uma gestão municipalista. Vamos sentar com todos, ver as peculiaridades de cada um para fortalecer, de acordo com as prioridades repassadas”, finalizou o pré-candidato.
 
Antes, cogitava-se que uma ala do PSL já cogitava recuar por não conseguir viabilizar a candidatura de Rossato e estaria, inclusive, defendendo internamente um possível apoio à reeleição de Pedro Taques. O deputado federal Victório Galli, presidente do partido em Mato Grosso, sempre foi próximo e defendeu o governador.
 
Rossato chegou com sua família em Mato Grosso no início da Década de 1980, quando Sorriso ainda era um assentamento rural. O pré-candidato se tornou um dos homens mais ricos do agronegócio de Mato Grosso plantando soja e milho; e, hoje em dia, também criando peixes. Foi duas vezes prefeito do município e um dos criadores dos Consórcio Rodoviário Regional - no governo Maggi.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade