BOVESPA CAI QUASE 3% COM GREVE DOS CAMINHONEIROS; PETROBRAS RECUA QUASE 7%
28.05.2018

principal índice de ações da bolsa brasileira (B3) operava em forte queda na manhã desta segunda-feira (28), em meio à cautela com os efeitos das medidas anunciadas na véspera pelo governo para encerrar a greve dos caminhoneiros nas contas públicas e na Petrobras. As ações da estatal caíam ao redor de 7%.

Às 10h37, o Ibovespa caía 2,74%, a 76.738 pontos. Veja a cotação.

Na sexta-feira, o índice fechou em queda de 1,53%, puxado pela desvalorização das ações de siderúrgicas, bancos e da Vale.

 

Greve dos caminhoneiros

 

Os caminhoneiros continuam parados mesmo após o governo anunciar na véspera que vai reduzir o preço do litro do diesel em R$ 0,46 por 60 dias.

A estimativa é de que esse subsídio custe R$ 10 bilhões aos cofres públicos. Outros R$ 4,9 bilhões serão repassados pelo governo à Petrobras neste ano para cobrir a redução de 10% no preço do diesel nas refinarias, anunciada na semana passada.

A possibilidade de os petroleiros também fazerem greve à partir de quarta-feira, véspera de feriado no Brasil, também contribui para maior cautela no mercado local nesta sessão, segundo a Reuters.

 

Destaques

 

Perto das 10h38, as ações da Petrobras caíam ao redor de 5% após o anúncio do governo para reduzir o preço do diesel. As ações preferenciais, que dão preferência na distribuição de dividendos, caíam 6,57%, enquanto as ordinárias, que dão direito a voto em assembleias, recuavam 6,90%.

Em nota enviada na véspera, a Petrobras declarou que "não subsidiará o preço do diesel e não incorrerá em prejuízo, uma vez que será ressarcida pela União, em modalidade ainda a ser definida".

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade