SERVIDORES ALVOS DE OPERAçãO DA DEMA SãO EXONERADOS MENOS DE 24H APóS A AçãO; VEJA NOMES
14.08.2018

Os quatro servidores alvos de mandado de prisão na operação deflagrada pela Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), na última segunda-feira (13), foram exonerados de seus cargos pelo governador Pedro Taques (PSDB). Eles são acusados de cometer irregularidades no Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Leia mais:
Superintendente e mais dois servidores da Sema são presos em operação contra esquema no CAR

Os servidores foram identificados como: Alan Richard Falcão Dias (assessor técnico III); Hiago Silva de Queluz (assessor técnico III); João Dias Filho (superintendente de regularização e monitoramento ambiental) e João Felipe Alves Costa (assessor técnico III).

Todos os servidores foram exonerados da Secretaria de Estado e Meio Ambiente (Sema). A ‘demissão‘ consta no Diário Oficial do Estado (DOE), que circula nesta terça-feira (14). Chama a atenção a rapidez com que os acusados foram retirados da pasta, menos de 24 horas depois de deflagrada a ação.

O governador Pedro Taques (PSDB) disse, na manhã desta terça-feira (14), que "não aceitamos qualquer irregularidade. As pessoas já foram exoneradas, o fiz ontem e saiu no Diário Oficial do Estado (DOE) hoje".

No total, foram cumpridos nove mandados, entre buscas e prisões, realizados em cinco pontos de Cuiabá. O trabalho contou com apoio da Delegacia Fazendária (Defaz) e as investigações estão sendo feitas em conjunto pela Dema e o Ministério Público Estadual (MPE).

A investigação é coordenada pelo delegado Gianmarco Paccola juntamente com a delegada, Alessandra Saturnino. Os mandados foram expedidos pela Vara Especializada do Meio Ambiente e estão sob sigilo

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade