AMERICANO VISITA ARENA PANTANAL E SE ASSUSTA COM INFRAESTRUTURA DA CIDADE
23.05.2014

Americano visita Arena Pantanal e se assusta com infraestrutura da cidade

 Cuiabá novamente foi destaque na mídia nacional. Desta vez um quadro do canal a cabo ‘Sportv’, chamado de ‘Olhar Estrangeiro’, foi o responsável por mostrar a situação que a cidade vive na véspera do início da Copa do Mundo de 2014. A visita causou surpresa e as falhas na estrutura foram expostas para todo o país.

O americano Mark Lassise está viajando por todas as 12 cidades-sede da Copa do Mundo e mostrando a realidade de cada uma delas. Quando chegou em Cuiabá, ele se espantou no momento em que saiu do aeroporto: “Uau, um canteiro de obras”, disse no início da matéria. “A construção está mais intensa que em Brasília”, acrescentou.

A situação também foi constrangedora quando Mark tentou obter uma informação no Aeroporto Marechal Rondon. A funcionária que estava responsável pelo setor não falava inglês e claramente desorientada não pôde responder as perguntas feitas pelo americano. No trajeto de taxi entre o hotel e o terminal aeroviário, ele acabou gastando R$ 55 (ida) e R$ 60 (volta).

Mark ainda se encontrou com o Secretário Extraordinário da Copa do Mundo de 2014, Maurício Guimarães e questionou o porque de alguém querer ir até Cuiabá, assistir uma partida do Mundial, já que a cidade é uma das escolhas menos populares da competição:

“Cuiabá foi escolhida não só porque é uma cidade do Centro Oeste do Brasil, mas porque esta dentro da floresta Amazônica, no cerrado brasileiro e no Pantanal. Diferente das primeiras expectativas, nós vamos ser um grande destino de turistas, principalmente os estrangeiros”, respondeu Maurício que ainda acrescentou que na primeira partida, entre Chile e Austrália, 63% dos ingressos vendidos são para pessoas de fora do país.

Ele ainda explicou a precária infraestrutura da cidade, na véspera da Copa do Mundo de 2014: “O que é essencial para a competição, como o aeroporto, mobilidade de lá até o centro da cidade e após até a Arena Pantanal, tudo isso estará concluído para uso daqueles que aqui vierem ver os jogos. Nós seremos a melhor sede, da melhor Copa dos últimos anos”, vislumbrou o secretário.

Mark ainda entrevistou o japonês Hirosumi Takama, que joga em um time de beisebol no Estado, ele comentou como é viver em Cuiabá: “Eu vim de Tóquio, uma cidade em que tudo funciona muito bem em termos de infraestrutura, transporte público, organização. É tudo de primeiro mundo. Vindo de lá e chegando ao Brasil, especialmente em Cuiabá, que é uma cidade no interior do país, a gente sente muita diferença em termos de estrutura. Mas, com certeza, o Brasil tem coisas muito boas a oferecer que acabam compensando esse lado”, explicou.

O americano ainda teve tempo de curtir a partida entre Luverdense e Vasco, pelo Campeonato Brasileiro da Série B. Ele reclamou da falta de taxis na cidade e dos atrasos que são inevitáveis por conta das obras. Porém, elogiou a parte interna da Arena Pantanal e o comparecimento da torcida: “Estou impressionado com o comparecimento, tem gente de todo Brasil aqui. Vemos gente com camisas do Grêmio, Palmeiras e até de times rivais como Flamengo e Fluminense”.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade