MALUF DIZ TER 8 VOTOS PARA OCUPAR VAGA DE PRIMEIRO-SECRETáRIO NA CHAPA DE BOTELHO
08.01.2019

O deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) garante que já possui o apoio de oito parlamentares na disputa pela vaga de primeiro-secretário da chapa encabeçada pelo deputado Eduardo Botelho (DEM), que disputa a reeleição para presidente da Assembleia Legislativa no próximo mês.

 

O democrata está se consolidando como o único candidato a presidência da Assembleia Legislativa para o biênio 2019-2020. Desta forma, a maior disputa, agora, é quanto ao candidato a primeiro-secretário em sua chapa. 

 

Além de Maluf, os deputados Max Russi (PSB) e Janaina Riva (MDB) também estão de olho na vaga. Conforme acordo firmado com o presidente, ocupará a vaga aquele que obter o maior número de votos.

 

“Tenho uma composição com pelo menos sete a oito deputados bem avançada, eu prefiro não citar os nomes por uma questão estratégica. Tenho uma conversa feita o Botelho, e é verdade existe outros candidatos aí, Janaina e Max. Mas eu não vejo nenhuma definição em questão da Mesa. Então, acho que tem muita água para rolar e como eu já disse acho que será uma eleição que será decidida lá na frente”, afirma Maluf. 

 

O parlamentar tucano cita a sua proximidade com Botelho, tendo em vista que fazem parte da Mesa Diretora desde o início desta legislatura que se encerra no próximo dia 31, mas lembra que o apoio dos demais parlamentares será essencial nessa disputa pela vaga de primeiro-secretário.

 

“Meu alinhamento com Botelho sempre foi muito bom, tivemos dois anos aí, de entendimento, não criamos nenhum conflito, pelo contrário sempre jogamos juntos, não teria problema em sair uma nova composição, mas é como eu tenho dito, precisa de quem tem votos e qual vai ser o posicionamento dos deputados”, finalizou. 

 

Para ele, outro fator que pode influenciar diretamente na disputa da Mesa Diretora são os projetos que o governador Mauro Mendes (DEM) irá encaminhar para Assembleia Legislativa para serem apreciados nesta semana. Isto porque, em sua concepção, um eventual apoio dele levará em consideração as votações realizadas neste início de ano. 

 

“Isso não vale só para mim, isso vale para todo mundo. Vai ser o momento aonde o Governo precisa muito da Assembleia, e obviamente ele vai estar de olho em quem serão seus parceiros. Isso vai influenciar na formatação da chapa”, acredita o parlamentar.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade