OBRAS INICIAM EM MARçO EM CUIABá
10.01.2019

A empresa “X Nova Fronteira Construtora Ltda. EPP” venceu a licitação para as obras de requalificação do Cais do Porto, na margem esquerda do Rio Cuiabá, em Cuiabá. Agora, a previsão da prefeitura é de que até o mês de março os trabalhos sejam iniciados, a partir do início da ordem de serviço. O prazo de execução é de oito meses. 

O projeto compõe as obras em celebração aos 300 anos da capital, a ser comemorada em abril de 2019, sendo que caberá a Secretaria Municipal de Obras Públicas acompanhar os serviços de engenharia e execução. Segundo o secretário responsável pela pasta, Vanderlúcio Rodrigues, o projeto já está com a Caixa Econômica Federal para análise. O prazo mínimo é de 30 dias para essa avaliação. Feito isso é que ocorrerá a autorização para início dos trabalhos. 

“O projeto de revitalização foi entregue à Caixa Econômica Federal no final do ano passado. A parte mais difícil já ocorreu, sendo a parte burocrática do processo e a desapropriação por parte da Prefeitura. Dependemos agora dessa resposta da Caixa Econômica para autorizar a empresa a começar os trabalhos”, disse. 

Por meio da assessoria de imprensa, ele informou elaboração foi feita pelo Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Urbano (IPDU) e tem como objetivo a sensibilização ambiental, valorização da história regional e da cultura cuiabana por meio da ocupação recreativa da estrutura do Cais do Porto. A obra está orçada em R$ 2.4 milhões, contemplados por recursos do Ministério do Turismo e da prefeitura. 

A estrutura em concreto aparente, construída na década de 60 pelo governo de Pedro Pedrossian, desativada há algumas décadas, será toda aproveitada dando uso eficiente à estrutura subutilizada, composta por três níveis sendo um mirante no piso superior e deck no inferior. Além também da construção do pavimento térreo, área de convívio com dois ambientes para atividades culturais bem como área de suporte administrativo, copa e sanitários. 

O local é o antigo ponto de carga e descarga de mercadorias em área histórica de chegada e de comunicação desde o período colonial regulamentada pela Coroa Portuguesa, época em que o rio era a única rota disponível. “Será mais um local de passeio das famílias cuiabanas. Com a construção do mirante a população poderáenxergar toda a extensão do rio e suas belezas, todo urbanizado e sem agredir o meio ambiente. Cuiabá vai se virar de frente para o rio. O cuiabano vai poder voltar às origens, desde a época do período das embarcações”, disse o prefeito Emanuel Pinheiro.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade